Homenagem | Há cem anos nasceu Pedro da Silveira

0
16
blank

A 5 de setembro de 1922, nascia na freguesia da Fajã Grande, concelho de Lajes das Flores, Pedro Laureano de Mendonça da Silveira.
Fez a sua instrução primária na sua terra natal. Ingressou, depois, no Seminário de Angra do Heroísmo, tendo completado os estudos liceais naquela cidade e, depois, em Ponta Delgada.
Em 1951, fixou-se em Lisboa, acabando por ingressar na Biblioteca Nacional, como funcionário, que lhe serviu de ambiente propício ao conhecimento e à investigação, dedicando-se a diversas atividades literárias quer como crítico, jornalista, consultor editorial, tradutor e poeta.
Dele disse Ruy Galvão de Carvalho: “Ensaísta, crítico literário, investigador, erudito, poeta, contista, jornalista e tradutor (…) distinguiu-se por ter imprimido à sua poesia um sentido de açorianidade e exprimir o drama do homem ilhéu”.
Pedro da Silveira faleceu em Lisboa a 13 de abril de 2003, aos 80 anos de idade.
O Tribuna das Ilhas associa-se às comemorações dos 100 anos do seu nascimento através da colaboração exclusiva de Urbano Bettencourt (Pedro da Silveira na literatura açoriana), Vasco Rosa (Pedro da Silveira, investigador) e Victor Rui Dores (Pedro da Silveira e a cidade da Horta).

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura