Intervenção de requalificação da rede viária municipal arranca nos Cedros

0
47

Arrancou, esta quinta-feira, mais uma intervenção de requalificação da Rede Viária Municipal.

As obras de reabilitação da Grota do Jorge na freguesia dos Cedros, cujo o auto de consignação foi assinado entre a Câmara Municipal da Horta e a empresa Tecnovia, na semana em que a autarquia tem estado a trabalhar, presencialmente, naquela freguesia, no âmbito do projeto “Presentes no Concelho”.

Os trabalhos de reabilitação têm a duração de 150 dias e consistem no alargamento e asfaltagem daquela via, que já sofreu, também, uma intervenção ao nível da substituição das condutas de água, estando em curso, através do Fundo Próprio e em parceria com a Junta de Freguesia, a construção de valetas e muros.

“A assinatura deste auto de consignação marca o arranque de uma série de intervenções na rede viária que vão decorrer não só na freguesia dos Cedros, como na Canada da Faia, na Feteira, na Rua José Fialho, na Conceição, no Caminho do Farol, no Capelo, na Rua Conselheiro Miguel da Silveira, na Matriz/Conceição, na Rua Ilha da Ventura, nas Angústias, e no Caminho Novo, na Ribeirinha, representando um investimento de cerca de 600 mil euros na requalificação da nossa rede viária e na melhoria das acessibilidades, na ilha do Faial”, sublinhou José Leonardo Silva, Presidente da Câmara Municipal da Horta, para quem “a parceria com as juntas de freguesia, sobretudo ao nível de construção de muros e valetas, é mais um sinal do trabalho de parceria e em articulação de esforços que é feito ao longo de todo o ano, no nosso concelho”.

Para o autarca, “mesmo neste período de Pandemia devemos continuar esta política de investimento que, de forma também indireta, fomenta o emprego e contribui para a consolidação da nossa economia”, salientou o autarca.

“De qualquer forma, a nossa prioridade são as pessoas, o que significa que, tendo em conta este cenário, se se registarem necessidades sociais básicas e prementes na nossa sociedade que haja que corresponder de uma forma mais efetiva, a Câmara Municipal não hesitará em travar outros investimentos que tenha a decorrer, para dar prioridade às pessoas”, concluiu José Leonardo Silva.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO