MiratecArts lança desafio a projeto LGBT

0
53
DR

A associação MiratecArts anuncia que a verba de 2 mil Euros recebidos do autarca Roberto Silva vai ser dedicada a um projeto LGBT na luta contra a Homofobia e Transfobia. 

O caso que Terry Costa, diretor artístico da MiratecArts, levou ao Ministério Público contra o autarca das Lajes do Pico, Açores, devido à utilização de uma expressão difamadora à sua orientação sexual, foi encerrado com um pedido público de desculpas do autarca e um pagamento de 2 mil Euros a Terry Costa, o lesado assistente. Este desfecho compreende uma admissão da inadmissibilidade de discriminação e de linguagem ofensiva contra pessoas lésbicas, gay, bissexuais, trans ou intersexo (LGBT), principalmente quando proferidas por pessoas com responsabilidades políticas e democraticamente eleitas, e será um caso paradigmático em Portugal, visto nunca antes tal retratamento público ter ocorrido. 
Por sua vez, Terry Costa doou o pagamento à associação MiratecArts com o objetivo de dar mais visibilidade à luta contra a discriminação de pessoas LGBT, uma realidade que centenas de açorianos enfrentam diariamente. 

Para o efeito, a MiratecArts desafia artistas açorianos a fazerem uma proposta de projeto artístico na temática do Dia Internacional Contra a Homofobia e Transfobia. As ideias de projetos são aceites por escrito através do email info@mirateca.com de 17 de Maio até 17 de junho 2020.

O Dia Internacional Contra a Homofobia e Transfobia, assinalado a 17 de maio, foi criado para chamar a atenção para a violência, discriminação e preconceito sentidos por pessoas lésbicas, gays, bissexuais e transgénero (LGBT), e por vezes também usado com os mesmos objetivos para incluir pessoas intersexo e pessoas com expressões de género variantes ou atípicas. A data de 17 de maio foi escolhida especificamente para comemorar a decisão da Organização Mundial da Saúde em 1990 de desclassificar a homossexualidade como um distúrbio mental da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID), uma das
primeiras grandes conquistas da comunidade e do ativismo LGBT. Este dia representa um marco mundial anual importante para chamar a atenção dos decisores, da comunicação social, do público, das empresas, de líderes de opinião, das autoridades locais e da população em geral, para a situação enfrentada por pessoas com orientação sexual, identidade, expressão de género, ou características sexuais atípicas.

Este projeto está a ser promovido em parceria com a Associação LGBT Pride Azores. 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO