MUNICIPAL DE LAGOA INTEGRA INICIATIVA EUROPEIA “REDE DE MODELOS INSPIRADORES”

0
16
DR

A Câmara Municipal de Lagoa foi selecionada pelo Programa Erasmus+ Educação e
Formação para integrar a iniciativa europeia Rede de Modelos Inspiradores/ Network of
Role Models, numa parceria que irá decorrer no ano 2019/2020.

Este projeto possibilita a que os municípios selecionados desenvolvam uma estratégia
“role models”, a partir de histórias de vida inspiradoras, de forma a motivar e sensibilizar
as crianças, jovens e idosos para a importância  de construir uma sociedade adaptada a
todos, respeitando as diferenças e a individualidade de cada um e a superarem as suas
dificuldades quotidianas.

Na Lagoa, este projeto inicia com as actividades comemorativas do Dia Internacional da
Cidade Educadora, que estão a decorrer desde o início desta semana e prolonga-se até
ao final do ano, sendo que as crianças e os jovens da rede de CATL de todo o concelho,
serão o público-alvo desta primeira atividade. O município lagoense integrará três “Role
Models”, em que cada um trabalhará com diversas temáticas, mais especificamente a
Inclusão de Pessoas com Deficiência; Dificuldades Educativas e Barreiras Sociais e o
Envelhecimento Ativo.

É neste sentido que se elegeu como “role models”, Maria Bem, 24 anos, licenciada em
Educação Básica e portadora de deficiência visual; Anderson Ouro Preto, 41 anos,
músico profissional, que desenvolveu, ao longo da sua carreira, técnicas de intervenção
educativa através da música e da dramatologia, e Guilhermina Barbosa, 84 anos,
enfermeira aposentada, aluna da Academia Sénior e escritora.

Esta iniciativa consiste na promoção da inclusão e igualdade de oportunidades, nomeadamente através da inclusão social, compreensão intercultural e pensamento
crítico, por forma a serem destacados valores europeus comuns, como a democracia,
solidariedade e respeito pelos direitos humanos, numa luta contra a desigualdade e
ameaça de extremismo violento que se tem sentido na Europa.

Promover a inclusão social; prevenir a exclusão e a radicalização; incentivar a cidadania
ativa; criar compromissos com valores europeus; são os principais objetivos desta ação,
que pretende responder aos propósitos da Declaração de Paris/Prioridades ET2020 e do
Erasmus+/artº 2 do tratado da União Europeia.

Segundo a Agência Nacional Erasmus+, Educação e Formação: “apresentar modelos
inspiradores, que ajudem a integrar valores comuns na vida quotidiana, pode ajudar a
Europa a construir sociedades prósperas, tolerantes e inclusivas”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO