“No próximo domingo está em causa o futuro dos Açores e por isso é importante ir votar no PS”, apela Vasco Cordeiro

0
7
DR/PS
DR/PS

“Aquilo que nós necessitamos no meio desta tormenta, no meio desta tempestade, que estamos a atravessar é que a nossa Região consiga prosseguir com o rumo certo, com o rumo firme, para sairmos desta tormenta em que nos encontramos. E esse rumo certo é o rumo que o Partido Socialista pode imprimir. É o rumo que o Partido Socialista tem imprimido à nossa Região”, afirmou o Presidente Vasco Cordeiro, na sessão de encerramento da campanha do PS/Açores, para as eleições de domingo, 25 de outubro.

Apesar de atualmente, “mesmo nesta tormenta”, os Açores se diferenciarem para melhor em relação ao País e a outras regiões, Vasco Cordeiro salientou que “no plano da saúde pública, na defesa do emprego e da economia” a Região tem “um mar de desafios” para enfrentar. “Para vencê-los nós temos a determinação, nós temos o conhecimento, nós temos a firmeza e a experiência, que permite que esse seja o rumo certo”, garantiu.

Para o candidato a Presidente do Governo dos Açores, o que está em causa nas eleições para a Assembleia Legislativa da Região é “muito mais” do que os votos no PS: “Está em causa o futuro dos Açores. Está em causa o futuro dos Açorianos”. Através do voto, acrescentou, os Açorianos estarão a “dar mais força à nossa Autonomia” e “mais força aos Açores para prosseguirmos com mão firme, para prosseguirmos neste rumo certo que permitirá que possamos sair desta tormenta”.

Para Vasco Cordeiro “o pior que podíamos ter neste momento seria somar à crise de saúde, à crise económica, aos efeitos perversos desta pandemia (…) uma crise política. E essa crise política pode acontecer, pode acontecer se se der espaço para que a partir do dia 25 se passe a discutir outras coisas, se passe a discutir a vontade, a ambição, o desejo de cada um dos outros partidos da oposição e não o desejo de manter os Açores neste rumo certo e rumo firme para sairmos desta tempestade em que nos encontramos”.

Salientou, também, que a governação do PS garante a “construção de um futuro melhor, de um futuro que nós queremos que seja construído com o aprofundamento das soluções que temos implementado, na inovação, na criação de novas áreas com a criação de emprego, seja em Santa Maria com o setor espacial, seja na Terceira com as novas tecnologias, seja no Faial com o Mar, seja com o turismo, também, que apesar destes momentos mais difíceis, tem ainda muito para dar para a criação de riqueza e para a criação de emprego”

O Presidente do PS/Açores lembrou que “ao longo dos últimos seis meses a nossa Autonomia esteve ao serviço dos Açorianos, defendendo-os, protegendo-os, fazendo com que hoje a situação que temos do ponto de vista de saúde pública – pese embora continue a impor cautelas e cuidados -, mas seja melhor do que muitas outras regiões do País”. Na proteção do emprego, por exemplo, os Açores são das regiões do País “que tem uma taxa de desemprego mais baixa”.

No próximo domingo, disse, “é tempo para darmos algo à nossa Autonomia e é, por isso, que é importante ir votar, votar no Partido Socialista, para que se consiga no futuro manter este rumo. Para que se consiga no futuro assumir, em toda a sua extensão, a defesa dos Açores e a defesa dos Açorianos”.

“Apelo a todos os que me ouvem para que tenham em atenção o momento único, o momento histórico, que no próximo domingo os Açores vivem. Para que sejamos capazes de retribuir à nossa Autonomia aquilo que a nossa Autonomia nos deu, em especial ao longo deste período, em que nos defendeu, em que nos preservou. Para isso, o Partido Socialista é aquele que se apresenta em melhores condições para levar os Açores para a frente”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO