Paulo Moniz propõe ligação complementar de fibra ótica entre os EUA e os Açores

0
20
DR/PSD
DR/PSD

O deputado do PSD/Açores na Assembleia da República, Paulo Moniz, defendeu hoje que Portugal proponha aos Estados Unidos da América (EUA) “a passagem pelos Açores, através da Base das Lajes, dos cabos de fibra ótica que cruzam o Atlântico, numa ligação complementar de grande valor estratégico no que à transição digital diz respeito”, avançou.

O parlamentar lembrou que um dos fatores tecnológicos determinantes para que a Base das Lajes, na Ilha Terceira, não tenha atraído o Centro de Tratamento de Inteligência, “foi a inexistência de um cabo de fibra ótica proprietário e dedicado, entre os Açores e os EUA”, concluiu.

“Trata-se de uma possibilidade que, do ponto de vista técnico, não é complexa, pois muitos dos cabos são de iniciativa americana, e isso dotaria os Açores, através das Lajes, de uma importância fulcral, já que a grande maioria dos ISP de Internet estão nos EUA e na América do Norte”, adiantou.

“Estando em curso a substituição do anel de fibra ótica que liga o Continente aos Açores e à Madeira, e sendo um dos pressupostos do novo sistema que os Açores sejam porta avançada de entrada em termos de tráfego por cabos submarinos e em termos de chegada e saída Europa, no Atlântico Norte, Portugal deve avançar com uma nova aposta”, reforçou Paulo Moniz.

O deputado açoriano questionou o ministro Augusto Santos Silva sobre o assunto, na Comissão de Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas,
sublinhando que a fibra ótica é hoje “um exercício de soberania digital, indispensável na posição, na força e na presença dos Estados”.

“Agora que Portugal preside ao Conselho da União Europeia, e quando a Transição Digital é, assumidamente, um pilar estratégico Europeu, faz sentido aproveitar o novo clima com a Administração Biden, que indicia mesmo um desanuviar de relacionamento”, afirmou Paulo Moniz.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO