Plano e Orçamento da Região 2019 – Quatro propostas do PSD/Açores para o Faial chumbadas pelo PS

0
18
DR

No âmbito da discussão do Plano e Orçamento da Região para 2019, o PSD/Açores propôs quatro propostas de investimentos relevantes para o Faial que foram chumbadas pelo Partido Socialista (PS).
Carlos Ferreira e Luís Garcia acusam os deputados do PS, eleitos pelo Faial, de prejudicar a sua ilha.

Os deputados do PSD/Açores eleitos pelo Faial apresentaram, no âmbito da discussão do Plano e Orçamento da Região para 2019, quatro medidas estruturantes para o Faial relacionadas com o aeroporto da Horta, a requalificação das Termas do Varadouro, a segunda fase da Variante e a Unidade de Cuidados Paliativos no Hospital da Horta.
Para o aeroporto, Carlos Ferreira e Luís Garcia propuseram a criação de uma nova ação para a elaboração do projeto de ampliação da pista do aeroporto da Horta “em coerência com as propostas apresentadas nos últimos anos e dando concretização parlamentar a uma das aspirações que mais tem unido e mobilizado a sociedade civil faialense”.
Sobre a construção da segunda fase da Variante à cidade da Horta, os sociais-democratas relembram que esta é “uma promessa socialista desde 1996”.
Para os deputados este é um investimento “estruturante e urgente”, especialmente com a deslocalização do quartel dos bombeiros para a zona industrial, fazendo com que a construção desta via “seja crucial para garantir a celeridade do socorro ao lado norte da ilha”.
“O projeto municipal da Frente-Mar também carece da segunda fase da variante para retirar tráfego rodoviário do centro da cidade, nomeadamente o trânsito de veículos pesados”, sublinham.
Os social democratas faialenses propuseram ainda a requalificação das Termas do Varadouro, considerando este “um investimento importante ao nível do turismo de saúde e da qualificação do destino”.
Carlos Ferreira e Luís Garcia frisaram ainda que o Governo Regional já investiu na requalificação de duas termas açorianas, deixando de fora as Termas do Varadouro, criticando a falta de vontade do governo socialista quanto às termas do Faial. “Este tratamento desigual é uma tremenda injustiça para esta ilha, para os empresários e para a população em geral”, afirmam.
Na área da saúde, os deputados apresentaram uma proposta de criação de uma Unidade de Cuidados Paliativos no Hospital da Horta, que consideram “uma valência necessária e há muito reivindicada, que só não foi ainda colocada em funcionamento por falta de vontade política”.
“Estas quatro propostas de investimentos estruturantes para a ilha foram todas chumbadas pelo Partido Socialista, tal como havia acontecido em anos anteriores com as propostas do PSD referentes ao aeroporto e à variante. Os deputados do PS eleitos pelo Faial voltaram a prejudicar a sua ilha”, concluem os sociais-democratas.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO