Plano Regional de Vacinação prevê vacinação 5/11 anos e estabelece cronograma definitivo para administração da dose de reforço

0
20
vacina vacinação

A atualização efetuada ontem ao plano regional de vacinação contra a covid-19, introduz e define critérios para a vacinação das crianças com idades compreendidas entre os 5 e os 11 anos de idade, priorizando as portadoras das doenças, definidas no plano como prioritárias, para esta população.

Introduz também a possibilidade de administração da dose de reforço com a vacina Spikevax da Moderna. A Região irá receber este fim-de-semana, pela primeira vez, estas vacinas. Contemplada ficou igualmente a alteração dos grupos populacionais elegíveis e o estabelecimento de um cronograma para a inclusão das várias faixas etárias para a vacinação de reforço.

Assim, os grupos elegíveis passam as ser os seguintes:

– Residentes e utentes em Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas e internados em Cuidados Continuados;

– Residentes e utentes em Casas de Saúde, Centros de Atividades Ocupacionais e equiparados;

– Profissionais dos serviços de saúde (públicos e privados) e de outros serviços prestadores de cuidados;

– Profissionais de Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas, Casas de Saúde e dos Cuidados Continuados, envolvidos na prestação direta de cuidados;

– Bombeiros;

– Pessoas com 18 ou mais anos de idade com esquema vacinal primário com COVID-19 Vaccine Janssen® ;

A partir de 17 de janeiro de 2022, passam a ser elegíveis todas as pessoas com idade igual ou superior a 40 anos, priorizando-se o agendamento das pessoas com patologias de risco acrescido identificadas na Segunda Fase do plano de vacinação;

A partir de 31 de janeiro de 2022, passam a ser elegíveis todas as pessoas com idade igual ou superior a 30 anos, priorizando-se o agendamento das pessoas com patologias de risco acrescido identificadas na Segunda Fase do plano de vacinação;

A partir de 14 de fevereiro de 2022, passam a ser elegíveis todas as pessoas com idade igual ou superior a 18 anos, priorizando-se o agendamento das pessoas com patologias de risco acrescido identificadas na Segunda Fase do plano de vacinação.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO