Tecnologias | Ecrãs: Um problema nas escolas do Faial

0
20
blank

Não é preciso recuar muitas décadas para observar a disseminação da tecnologia entre os portugueses. Já no final do século passado, era comum encontrar pelo menos um dispositivo eletrónico em muitas residências em Portugal. No entanto, esta rápida expansão não permitiu que houvesse o tempo necessário para que as pessoas aprendessem a utilizar estes aparelhos da melhor forma e com moderação.

Em consequência disso, muitos são hoje os cientistas e especialistas que estudam sobre os malefícios do uso excessivo e desregulado da tecnologia. As camadas jovens são os principais “ratos de laboratório” em que se centram as demais
investigações. O seu uso dentro dos estabelecimentos de ensino é uma das variáveis dos estudos e muitos são os que defendem que a utilização de ecrãs deve ser limitada dentro destes espaços.

Recentemente, a Escola Básica Integrada da Horta tem estado na mira dos holofotes após implementar uma medida que visa proibir os alunos de usar telemóveis e tablets nos espaços com o objetivo de mitigar as consequências negativas do uso destes dispositivos.

Nesta reportagem, o Tribuna das Ilhas conversou com os envolvidos nesta decisão assim como com os diferentes organismos de gestão da Escola Secundária Manuel de Arriaga com o intuito de também investigar os comportamentos dos alunos do ensino público na ilha em relação às telas.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!