Terceira – Inaugurada mais uma empresa tecnológica

0
21

O Vice-Presidente do Governo destacou, em Angra do Heroísmo, o que considerou ser mais um sinal de uma nova etapa do desenvolvimento da Região e de uma visão estratégica para o futuro dos Açores.

Sérgio Ávila, que falava terça-feira na inauguração das instalações da Rook Technology, cerimónia presidida pelo Presidente do Governo, Vasco Cordeiro, enalteceu a iniciativa dos promotores deste projeto, que, “trabalhando dos Açores, trabalha para o mundo, representando a nossa capacitação e a qualidade dos nossos recursos humanos”.

“Toda esta equipa de 40 pessoas, que, de acordo com aquilo que está programado até ao final do próximo ano, irá chegar a 98 trabalhadores, representa a qualidade dos nossos recursos humanos”, salientou o governante, acrescentando que, ao mesmo tempo, “demonstramos que é possível, aqui, nos Açores, do meio do Atlântico, trabalhar com competitividade para os Estados Unidos, para a Europa e para o mundo”.

Na prática, os três promotores (Pedro Gama e os seus sócios Anthony Castro e Justin Deleo) desenvolveram um projeto exclusivo de exportação de serviços para os EUA nas áreas de call center, programação, gestão e processamento de dados.

“Fazemos aqui, à semelhança do que está a ser feito com já mais de 170 postos de trabalho no Terceira Tech Island, e do que acontece no TERINOV, que já criou mais de 115 postos de trabalho, e como fazemos um pouco por toda a Região”, frisou.

Para o Vice-Presidente, este investimento, que ultrapassou um milhão de euros, comparticipado pelo Governo Regional, demonstra que o sistema de incentivos Competir+ “é, sem dúvida, dos mais abrangentes, dos mais generosos que existe no contexto europeu, traz uma competitividade na atração de novas empresas e, essencialmente, um reforço da aposta na qualidade dos nossos recursos humanos”.

De acordo com Sérgio Ávila, este investimento também representa “um pouco da nossa aposta em termos de captação de investimento externo”, tendo em conta que se trata de “um Açoriano que foi para os EUA, lá se qualificou e teve a coragem de voltar à sua terra e trazer consigo outros investidores, outros conhecimentos, para que possam daqui continuar a investir”.

“Por isso, ao Pedro Gama, aos seus sócios, que não podem estar aqui hoje presentes, o nosso grande reconhecimento”, referiu.

Na sua intervenção, o Vice-Presidente revelou que, no âmbito do Competir+, até à data, o Governo dos Açores já recebeu 1.447 projetos de investimento privado, que representam um investimento superior a 671 milhões de euros e preveem a criação de mais de 3.381 novos postos de trabalho.

Neste contexto, Sérgio Ávila referiu as 120 novas empresas que se encontram já instaladas nas incubadoras integradas na Rede de Incubadoras de Empresas dos Açores (RIEA), muitas delas competitivas à escala internacional, trabalhando dos Açores para o mundo.

Para o efeito, segundo o governante, não só existe o contributo dos sistemas de incentivos do Governo dos Açores mas também dos incentivos fiscais na Região, com a 8.ª taxa mais baixa da Europa ao nível do IRC e a 2.ª mais baixa taxa de IVA normal.

“O que nós fazemos e dizemos às empresas é que, além de apoiarmos o seu investimento, nós reduzimos aquilo que são os impostos na Região para padrões substancialmente mais baixos que a média europeia”, sublinhou Sérgio Ávila.

Assim, acrescentou, “a riqueza gerada pode ser reinvestida, criando mais riqueza e mais emprego, dando o sinal acrescido de confiança às empresas, que investem cada vez mais e que acreditam no futuro da Região”.

O Vice-Presidente lembrou que a inauguração das instalações da Rook Technology estava prevista para março, mas, devido à pandemia de COVID-19, os planos foram alterados para julho, com consciência do caminho percorrido, das dificuldades do presente e dos desafios do amanhã.

“Hoje iniciámos um percurso marcado por esta inauguração, mas não é um fim, é um princípio. Cada vez mais, daqui poderemos conquistar o mundo através da nossa competência, das nossas qualificações, e ter no Governo um apoio com que podem contar sempre para dar continuidade a esta visão de futuro da nossa terra e homenagear quem teve a coragem de voltar aos Açores, acreditar nos Açores e investir na nossa Região”, salientou o Vice-Presidente.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO