Uma Alemanha de cara lavada conseguiu a primeira vitória de uma nova era da Mannschaft

0
16

A rejuvenescida seleção alemã de Joachim Löw derrotou neste domingo em Amesterdão a Holanda (3-2) num duelo movimentado entre as duas favoritas à classificação para o Euro2020 no Grupo C.Leroy Sané (15) e Serge Gnabry (34) conseguiram uma boa vantagem para a Alemanha logo na primeira parte, mas Matthijs de Ligt (48) e Memphis Depay (63) empataram e deram esperanças à seleção local, que acabaram frustradas com um golo no final da partida marcado por Nico Schulz (90).
Depois de um primeiro tempo no qual a nova versão da Mannschaft voltou a marcar golos e deu esperanças aos seus adeptos, a Holanda reagiu na segunda-parte e um ponto fora de casa começou a figurar-se como um consolo para a jovem equipa de Joachim Low. Até que Schulz, em cima do apito final, apareceu para dar os três pontos aos alemães.
Leroy Sané assume o comando
O atacante do Manchester City Leroy Sané, um dos jogadores chamados para liderar o novo projeto da Alemanha sem os descartados Mats Hummels, Jérôme Boateng e Thomas Müller, abriu o placar do marcador aos 15 minutos.

Após uma jogada pela esquerda de Nico Schulz a bola foi parar nos pés de Sané, que superou Jasper Cillessen com um forte remate cruzado.

Sané, de 23 anos, marcou nos três dos seus últimos quatro jogos com a seleção alemã.
A Holanda poderia ter empatado, mas o remate de Ryan Babel após um cruzamento do atacante do Sevilha, Quincy Promes, foi bem defendido por Neuer (28).
Minutos depois, outro jovem talento da Mannschaft, Serge Gnabry, marcou o segundo com um remate ao ângulo.
Mas a Holanda reagiu logo no início do segundo tempo. Aos dois minutos o defesa-central do Ajax De Ligt desviou de cabeça para o golo um cruzamento da esquerda, sem hipóteses para Neuer. E aos 17 o atacante Depay deixou tudo igual com um remate ao canto após uma disputa dentro da área alemã.
Mas quando o empate parecia agradar a todos, Schulz finalizou na sequência de um passe de Marco Reus mudando o rumo da partida.
“Fizemos um primeiro tempo sensacional, depois vacilámos um pouco e a Holanda entrou no jogo. Colocaram muita pressão sobre nós, corremos atrás da bola e isso custou-nos muita energia (…) mas merecemos o golo da vitória”, afirmou o artilheiro Gnabry.
“Depois de eles terem empatado não foi fácil colocar a cabeça no lugar, com uma equipa tão jovem. Mas não nos rendemos, tentamos e marcamos esse terceiro golo”, disse o veterano Neuer, um dos ‘sobreviventes’ da seleção que conquistou o Mundial de 2014.
Este resultado não retira o favoritismo das duas seleções no Grupo C onde estão também Irlanda do Norte, Estônia e Bielorrússia.
A ‘Oranje’ do técnico Ronald Koeman soma 3 pontos em duas partidas disputadas ao lado da Alemanha que tem um jogo a menos.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO