Vasco Cordeiro preside à Assembleia-Geral da CRPM com fundos comunitários e coesão na agenda

0
8
DR

O Presidente do Governo preside, quinta e sexta-feira, à Assembleia-Geral da Conferência das Regiões Periféricas e Marítimas da Europa (CRPM), a principal reunião anual desta organização de cooperação inter-regional, que vai analisar, entre outros assuntos, as perspetivas do Orçamento da União Europeia para o período 2021-2027 e o futuro das políticas de Coesão e Marítima e das Pescas.

Esta reunião magna da CRPM, que decorre na cidade italiana de Palermo, realiza-se num momento de grande importância para as regiões, tendo em conta que está a decorrer o processo de formação da nova equipa de Comissários Europeus, assim como as decisões que se aproximam sobre os próximos fundos comunitários e a definição de políticas europeias fundamentais para os Açores.

Nos trabalhos, que incluem ainda debates sobre os temas dos Transportes e Acessibilidades e da Energia e Clima, participam, entre outros, o Presidente do Comité das Regiões, Karl-Heinz Lambertz, a Ministra Adjunta do Desenvolvimento Regional e Fundos Europeus da Croácia, Tajana Huzak, a eurodeputada portuguesa e Vice-Presidente da Comissão dos Orçamentos, Margarida Marques, o eurodeputado polaco correlator do Parlamento Europeu para o Quadro Financeiro Multianual,  Jan Olbrycht, e o Presidente da Comissão do Desenvolvimento Regional do Parlamento Europeu, Younous Omarjee.

Vasco Cordeiro assumiu, pela primeira vez, em setembro de 2014, na Suécia, a presidência da CRPM, tendo sido reeleito, por unanimidade, nas Assembleias-Gerais deste organismo que decorreram em Ponta Delgada, em 2016, e no Funchal, em 2018.

A CRPM integra cerca de 160 regiões de 28 Estados europeus, agregando cerca de 200 milhões de cidadãos.

Esta organização de cooperação entre regiões tem por missão a defesa dos interesses dos seus membros junto de instituições nacionais e europeias, através da promoção da coesão económica, social e territorial e do poder regional na Europa, bem como do reforço da dimensão periférica e marítima da Europa.

Nesse sentido, a CRPM tem desenvolvido um amplo trabalho de desenvolvimento de políticas e influência junto das instituições comunitárias, com particular incidência para a Política de Coesão, Política Marítima Integrada, Política de Transportes e Estratégias Macro-Regionais.

A CRPM tem diversos grupos de trabalhos sobre temáticas específicas de interesse para as regiões periféricas marítimas e divide-se em seis comissões geográficas – Ilhas, Arco Atlântico, Ma

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO