Vela de Recreio – Marina da Horta reforça relevância estratégica em tempos de pandemia

0
57
Chegaram a ser 86 os iates ancorados em simultâneo, número nunca antes visto

Durante os meses de confinamento foi na Baía da Horta que muitos vieram procurar
abrigo. Por cá ficaram e enquanto isso foram recebidos como os faialenses sabem receber –
quando querem. Mesmo que não fosse possível desembarcar até dia 15 de junho os de cá fizeram os possíveis para que nada faltasse aos que queriam por o pé em terra mas o vírus não deixava.
Esta é uma curta tentativa história repleta de protagonistas sem nome, mais ou menos
conhecidos. Alguns, a História tratará de lembrar. Outros mesmo sem honras de livros marcaram a vida deles, os iatistas, que em tempos de incerteza encontraram na Horta e nos faialenses a certeza de que cá serão sempre bem-vindos e recebidos como se de filhos se tratassem.

Elsa foi uma das iatistas que prolongou a sua estadia devido a ventos de quadrante Norte

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO