12 de novembro. Foi neste dia, há 109 anos, que as rendas de casa passaram a ser pagas ao mês

0
5
DR
Este é o tricentésimo décimo sexto dia do ano. Faltam 49 dias para o final de 2019. É Dia Mundial da Pneumonia e o Massacre de Santa Cruz, em Timor foi há 28 anos.
Principais acontecimentos registados no dia 12 de novembro:

1840 – Nasce, em Paris, Auguste Rodin, escultor francês, autor de “O Pensador” e “Burgueses de Calais”.

1855 – Nasce Mouzinho de Albuquerque.

1877 – O explorador português Serpa Pinto começa a travessia do continente africano.

1910 – As rendas de casa passam a ser pagas ao mês, em vez de ao trimestre ou ao semestre.

1918 – É proclamada, em Viena, a República Austríaca.

1927 – Leon Trotski é expulso do Partido Comunista da União Soviética e José Estaline concentra o poder.

1930 – Fundação do Clube Desportivo das Aves.

1933 – O Partido Nazi de Adolf Hitler reforça a liderança com a vitória nas eleições alemãs.

1935 – O médico António Egas Moniz, em colaboração com o cirurgião Almeida Lima e o psiquiatra Cid Sobral, faz a primeira lobotomia, no hospital de Santa Maria, em Lisboa.

1937 – Tropas japonesas ocupam a cidade chinesa de Xangai.

1941 – II Guerra Mundial. Tropas soviéticas bloqueiam o avanço das forças nazis nos arredores de Moscovo.

1954 – Encerram as instalações de Ellis Island, em Nova Iorque, posto de entrada de mais de 20 milhões de imigrantes nos EUA, desde a sua abertura em 1892.

1960 – A União Nacional, partido único da ditadura do Estado Novo, organiza em Lisboa uma manifestação contra a ONU, pelas reservas da comunidade internacional à política colonialista portuguesa.

1969 – O jornal francês Le Monde revela a existência de um plano para a independência de Moçambique, liderado pelo empresário Jorge Jardim.

1975 – Trabalhadores do setor português da construção civil, em greve, cercam o Palácio de S. Bento.

1979 – O presidente dos EUA, James Carter, ordena o cancelamento das importações de petróleo iraniano.

1982 – O antigo chefe do KGB Yuri Andropov sucede a Leonid Brejnev na liderança da URSS.

1985 – Francisco Salgado Zenha, advogado, fundador e antigo “número dois” do PS, abandona o partido.

1987 – “Os Lírios”, de van Gogh, são leiloados em Nova Iorque por 49 milhões de dólares, o preço mais alto atingido até então por uma obra de arte.

1989 – Morre, com 93 anos, Dolores Ibarruri, La Pasionaria, presidente histórica do Partido Comunista Espanhol.

1991 – Massacre de Santa Cruz, em Timor. Militares indonésios disparam contra cidadãos timorenses, no cemitério de Santa Cruz, em Díli, causando a morte a dezenas de pessoas.

1994 – 27 jovens timorenses ocupam a embaixada dos EUA em Jacarta, exigindo a libertação de Xanana Gusmão.

1995 – Moçambique adere, formalmente, à Commonwealth.

1997 – Começa o julgamento de Theodore Kaczynski, Unabomber, em Sacramento, Califórnia.

1998 – É criada a linha da violência doméstica, serviço de informação, gratuito que funciona pelo telefone, 24 horas por dia para apoiar vítimas de violência doméstica. É um serviço anónimo e confidencial.

2006 – O Conselho da Revolução do Fatah designa oficialmente o presidente da Autoridade Nacional Palestiniana, Mahmud Abbas, para suceder a Yasser Arafat na liderança do partido.

– Os habitantes da Ossétia do Sul, região separatista da Geórgia, aprovam a independência e reelegem o presidente Eduard Kokoiti.

– Portugal sagra-se pela primeira vez campeão mundial por equipas de corta-mato longo masculino, na terceira edição do Mundial da Federação Internacional de Desporto para Atletas com Deficiência Intelectual.

2007 – Li Weihong, de 39 anos, um dos mais antigos presos políticos chineses, é libertado depois de ter cumprido pena durante 18 anos pela participação nas manifestações a favor da democracia em Tiananmen em 1989

2012 – José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil do Brasil e braço direito do ex-Presidente Lula da Silva, é condenado a 10 anos e 10 meses de prisão por ser o mentor do caso de corrupção conhecido como “mensalão”.

2015 – O Governo aprova a conclusão do processo de privatização da TAP, considerando que a celebração do contrato é uma necessidade urgente e inadiável.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO