55 bombeiros açorianos vão ajudar no combate aos incêndios no continente

0
35
DR

DR

Uma equipa de 55 elementos de sete corpos de bombeiros de S. Miguel e da Terceira partiram esta semana para o continente para ajudar a combater os fogos.
O SRPCBA após um pedido de ajuda nacional, prontificou-se de imediato para entrar em contacto com os bombeiros da Região e reunir uma unidade especial para prestar o devido apoio no combate aos vários incêndios.
“Esta Unidade Especial de Bombeiros inclui 16 elementos da ilha Terceira, sendo cinco dos voluntários de Angra do Heroísmo e 11 da corporação da Praia da Vitória, e 39 elementos oriundos da S. Miguel, dos quais 14 de Ponta Delgada, oito da Ribeira Grande, sete de Vila Franca do Campo, seis do Nordeste e quatro da Povoação”, revela o Gabinete de Apoio à Comunicação Social, (GACs).
Segundo a mesma fonte “a equipa é comandada pelo Inspetor Coordenador de Bombeiros do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), Luís Paulo Andrade, que terá como adjuntos os comandantes dos bombeiros de Vila Franca do Campo, Ruben Franco, e o da Praia da Vitória, Alexandre Cunha”.
“Desta forma, o Governo dos Açores demonstra a sua solidariedade e disponibilidade para prestar o auxílio possível a todos os bombeiros que combatem os fogos que estão a lavrar no território nacional”, avança o GACs).

Luto nacional adia por um dia parlamento açoriano
O luto nacional levou a Assembleia Legislativa Regional a adiar para quarta feira o plenário de outubro do parlamento dos Açores.
Em comunicado, o parlamento regional esclarece que, “tendo sido decretado três dias de luto nacional devido aos incêndios que assolam o país”, e considerando que o período legislativo de outubro se iniciava na terça-feira, pela qual os deputados regionais já se encontram na Horta, “a conferência de líderes deliberou iniciar os trabalhos” no dia seguinte, às 15:00 locais e apenas com a ordem do dia.
Os trabalhos da sessão plenária de outubro começaram com a leitura de um voto de pesar, subscrito por todos os grupos e representações parlamentares, seguido de um minuto de silêncio pelas vítimas dos incêndios, revelou a ALRAA.
De salientar ainda, que o Conselho de Ministros aprovou, o decreto que declarava luto nacional nos dias 17, 18 e 19 de outubro como forma de pesar e solidariedade com toda a população nacional devido às centenas de incêndios que deflagraram no domingo, e que segundo as autoridades, provocaram pelo menos 36 mortos e dezenas de feridos.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!