A Violência Doméstica tem que ser tratada como “assunto de Estado”

0
17
DR/TI
DR/TI

A violência doméstica assumiu nos últimos dois meses, contornos de “Assunto de Estado”, perante o choque provocado pelo número de homicídios e, nalguns casos, pela forma como os crimes têm sido cometidos.
Desde o início do ano, e até ao momento de elaboração deste artigo, foram mortas 11 mulheres em contexto de violência doméstica. É certo que num ou dois casos, se pode questionar se as circunstâncias do crime integram ou não o conceito legal de violência doméstica, mas não será menos verdade que poderão existir mortes neste mesmo contexto que, parecendo acidentais ou de outra natureza, não tenham sido ainda contabilizadas como situações decorrentes de violência doméstica.
Por isso, ficamos pelos números divulgados ao longo da última semana: 11 vítimas de violência doméstica de 1 de janeiro a 18 de fevereiro de 2019. Um número dramático.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura