Açores sobem nos Exames Nacionais e aproximam-se da média nacional

0
21
blank
DR

As escolas dos Açores registaram uma subida na média dos exames nacionais em comparação com o ano 2021, aproximando-se da média nacional. No ano passado, a região distava “de um valor da média nacional”, estando este ano “à distância de sete décimas”, expõe Sofia Ribeiro.

A Secretária Regional da Educação e dos Assuntos Culturais explicou que, observando as notas médias dos exames nacionais, os Açores apresentam “uma subida de três décimas, em comparação com o ano anterior, enquanto a tendência do todo nacional é de estagnação”, acrescentando que “embora ainda estejamos abaixo da média do país, a verdade é que nos aproximámos nesta primeira fase dos exames nacionais”.

De acordo com Sofia Ribeiro, “a região subiu em mais disciplinas do que aquelas em que desceu”, sendo que, no todo nacional, “a situação é inversa”.

Na disciplina de Matemática, apesar de no todo nacional também se registar uma subida, a da Região é mais acentuada. “Subimos 1.6 valores, 3 décimas acima da subida do país”, frisa Sofia Ribeiro. “De 2016 a 2019, a disciplina de Matemática alcançava sempre média negativa na primeira fase dos exames, algo que não acontecia quando analisado o todo do país. Desde 2020 temos resultados acima de 10 valores na média dos exames de Matemática da região”, realçou.

Quanto à disciplina de Física e Química, “a região regista uma subida de dois valores neste ano letivo, em comparação com os resultados de 2020”. “Passamos de uma média negativa de 9.5 valores a Física e Química, para uma média positiva, de 11.5 valores. Para além disso, este ano, subimos a nossa diferença em uma décima, em relação a todo o país. No ano passado a nossa diferença era de três décimas”, explicou.

A Secretária Regional afirmou que em Desenho, em Geografia, em História B, em História e Cultura das Artes, em Literatura Portuguesa e em Espanhol as escolas da região “registam médias superiores às do continente”.

Quanto aos “resultados mais desanimadores”, como a Português, Biologia e Geologia, “apesar de se registar descidas nas médias, este é um registo generalizado, uma vez que “também no continente existem descidas nestas duas disciplinas”.

No entanto, a secretária conclui que “o trabalho de todo um ano escolar não consegue ser aferido única e exclusivamente com base em resultados de exames nacionais”.