Ana Cunha assinala a “segurança e a normalidade possível” com que as aulas e os exames de condução estão a regressar

0
7

A Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas afirmou hoje, em Ponta Delgada, que o regresso à normalidade está a fazer-se, dentro do possível, em todos os setores da economia açoriana, salientando que a atividade das escolas de condução e o atendimento ao público no Serviço Coordenador de Transportes Terrestres (SCTT) não são exceção.

Ana Cunha visitou hoje uma escola de condução e o SCTT, onde constatou “o esforço enorme de retorno à normalidade que os diversos agentes económicos estão a fazer e, neste caso, as escolas de condução”, bem como “o esforço de adaptação dos serviços públicos, neste caso um serviço da Secretaria Regional dos Transportes e Obras Públicas”, o Serviço Coordenador de Transportes Terrestres, “na adoção das orientações da Saúde para o retorno à normalidade e, nomeadamente, na abertura dos serviços públicos”.

A Secretária Regional destacou “a realização de exames práticos, de exames teóricos, de atendimento ao público, a adaptação que está a ser feita, quer em termos físicos, de criação de barreiras, limitação de atendimentos, quer também no esforço dos funcionários, que estão a trabalhar por turnos, até para sua própria salvaguarda”.

A titular da pasta dos Transportes teve oportunidade de presenciar aulas de código, “com limitação de pessoas dentro da mesma sala”, o início de uma aula prática e os exames teóricos e práticos de condução, salientando “a grande afluência de pessoas para atendimento ao público, com algumas limitações, também em função do horário reduzido, devido à criação do horário para as pessoas que têm atendimento prioritário e que têm condições especiais de saúde, que têm que ser atendidas num horário específico”.

Para Ana Cunha, este é um “esforço de regresso à normalidade”, com adoção de precauções que têm a intenção de “criar nas pessoas algum sentimento de confiança e segurança, para que possam continuar com a sua normalidade”.

“A carta de condução, atualmente, é uma necessidade absoluta e, portanto, há que retomar esta normalidade”, sublinhou a Secretária Regional, adiantando que tem sido feito um regresso à normalidade possível, “com esforço de adaptação, naturalmente, de todas as escolas”.

“Claro que existem vários pormenores operacionais que se vão adaptando e tudo isto é novo para todos nós, mas o importante é transmitir confiança às pessoas, confiança aos clientes das escolas e aos alunos, para que possam continuar o seu percurso para a obtenção da carta”, afirmou.

As regras adotadas, segundo Ana Cunha, “têm transmitido confiança às pessoas, porque as pessoas têm-nas aceitado com facilidade e têm-se adaptado e conseguido seguir o seu percurso”.

A Secretária Regional salientou que, no decorrer deste processo, “tudo tem de ser melhorado e há regras que se aplicam numa primeira fase, mas depois têm que se adaptar à realidade, às contingências que vão aparecendo”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO