Atlânticoline – Greve dos trabalhadores mantém-se nos períodos das festas do Triângulo

0
18
DR

DR

A Atlânticoline emitiu um comunicado onde informa que, após várias tentativas de negociação com o Sindicato dos Trabalhadores da Marinha Mercante, Agências de Viagem, Transitário e Pesca (SIMAMEVIP), o pré-aviso de greve para os períodos de festas do Triângulo mantém-se.

No passada quarta-feira, a Atlânticoline informou a população que o pré-aviso de greve dos seus trabalhadores para os períodos de festa do Triângulo mantém-se, estando assegurados os serviços mínimos determinados pelo Tribunal Arbitral.
“Apesar dos esforços para chegar a um acordo com o Sindicato dos Trabalhadores da Marinha Mercante, Agências de Viagem, Transitário e Pesca (SIMAMEVIP) e, desta forma, evitar a greve agendada para os períodos das festas concelhias nas ilhas do Triângulo, a Atlânticoline lamenta informar que não foi possível alcançar esse objetivo, uma vez que o SIMAMEVIP mantém uma posição intransigente em relação às propostas da empresa, não tendo também, até ao momento, apresentado alternativas às mesmas”, lê-se no comunicado enviado às redações.
A empresa de transportes marítimos reiterou ainda “a sua total disponibilidade para a reabertura do processo negocial a qualquer hora, desde que o Sindicato respeite aqueles que são os princípios da base de um futuro acordo, para se encontrar uma proposta com interesses convergentes, nomeadamente que preveja a implementação de progressão de carreiras, indexada a uma avaliação de desempenho”.
Desde modo, neste fim-de semana e nos períodos de 20 a 22 e 27 a 29 de julho, de 10 a 12 de agosto e no dia 6 de agosto a linha azul terá três viagens diárias às 7h30, 17h15 e 20h15 e a linha verde terá uma viagem diária Horta/Madalena/Ve-las/Madalena/Horta com saída da Horta às 18h45.
Os serviços mínimos preveem também a fixação de uma tripulação de prevenção para a realização de operações de transporte determinadas por situação de emergência.
A concluir o comunicado a Atlânticoline “aconselha os passageiros que pretendem viajar nos períodos de greve a adquirirem os seus bilhetes com antecedência, preferencialmente para as viagens asseguradas pelos serviços mínimos”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO