Banco de Artistas será requalificado com projeto premiado no Novo Bauhaus Europeu

0
62
blank
banco de artistas projeto DR TI

Mariana Rovoredo

“Este não é um projeto arquitetónico, é um projeto conceptual”

O Banco de Artistas tem um novo projeto de requalificação elaborado pela Câmara Municipal da Horta (CMH) e pela UrbHorta e que foi recentemente premiado no concurso “Apoio às Novas Iniciativas Locais do Novo Bauhaus Europeu”, lançado pela Comissão Europeia.

Decorrido entre janeiro e maio deste ano, o concurso pretende colocar em prática o Novo Bauhaus Europeu e destina-se a pequenas e médias cidades, com menos de 100 mil habitantes, que tenham um plano de intervenção patrimonial de renovação de edifícios, para representação equilibrada de diferentes tipos de território em toda a União Europeia.

A concurso estiveram 87 candidaturas provenientes dos 18 Estados-Membros Europeus e o projeto faialense foi um dos dois projetos portugueses que ficaram entre as 20 propostas eleitas.

No projeto consta a requalificação do Jardim Comendador Eduardo Bulcão e do edifício do Banco de Artistas: otimização acústica, criação de terraço e reformulação do pátio, para tornar o “Banco das Artes” um espaço multiusos próprio a todo o tipo de manifestação artística. Este será um processo que se materializará em várias fases e poderá ser aperfeiçoado e alterado.

O Banco de Artistas encontra-se implementado na antiga delegação da Horta do Banco de Portugal que foi projetado pelo arquiteto Adães Bermudes e inaugurado em 1935. O espaço, cuja gestão pertence à UrbHorta, diz ser uma “oficina cultural”, que prepara e expõe projetos artísticos de interesse para a população, no sentido de contribuir para a dinamização da cultura do Faial.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura