BE/Açores: “Governo enganou o parlamento sobre o Plano de Reestruturação da SATA”

0
7
blank
António Lima 2022

“O Governo Regional enganou o parlamento relativamente ao Plano de Reestruturação da SATA”, acusou hoje António Lima num debate de urgência sobre o sector dos transportes, agendado pelo Bloco de Esquerda. Depois de falar sempre na existência de um documento – que segundo o anterior secretário regional das Finanças ia na sua terceira versão – hoje o Governo assumiu que este documento não existe e afinal há apenas um processo negocial com a Comissão Europeia.

“Basta de secretismo e de negociações nas costas dos açorianos e açorianas”, disse o deputado do Bloco, que considerou que o governo “andou a brincar” com esta questão, porque foi o administrador da SATA e o próprio presidente do Governo Regional que disseram que havia um plano, mas afinal o documento não existe.

António Lima manifestou muita preocupação pela incerteza gerada pelas contradições dos partidos que suportam o Governo sobre o futuro da SATA: “Uns querem fechar a SATA Internacional, despedir centenas de trabalhadores, pagar milhões em indemnizações”, e deixar as ligações aéreas para o exterior dos Açores nas mãos da TAP, que no passado recente, “à primeira oportunidade abandonou os Açores”.

Sobre o futuro da SATA, o Bloco de Esquerda deixou a sua posição muito clara: “Salvar a SATA é também salvar a SATA Internacional”, alertando que, para isso, “é preciso um plano de negócios aprovado e a recapitalização da empresa” e “é preciso que a SATA concentre a sua atividade nas ligações para o continente e com a diáspora”.

“Queremos contas bem clarinhas sobre tudo o que o governo anda a negociar e está a planear para a SATA. Cheques em branco, não damos”, frisou António Lima, que assinalou o facto de o Orçamento do próximo ano “ainda não se conhece e já está sob ameaça de chumbo, não por parte dos partidos da oposição, mas pelos próprios partidos que suportam o governo”, referindo-se à Iniciativa Liberal e ao Chega, que querem acabar com a SATA Internacional.

O Bloco de Esquerda espera que “não sejam os açorianos a limpar o passivo que existe na SATA Internacional para depois esta coligação concretizar aquele que é o grande sonho da direita açoriana: privatizar a SATA Internacional”.