Bloco vota contra novo regime de transporte de animais que prevê choques e transporte de animais doentes

0
22
blank
Alexandra Manes BE/Açores

O Bloco de Esquerda foi o único partido que votou contra o novo regime jurídico de transporte de animais de produção porque “utilizar choques elétricos e permitir que animais doentes ou lesionados sejam expostos à dureza de horas embarcados não se coaduna com bem-estar animal”, assinalou Alexandra Manes.

A deputada do Bloco de Esquerda lamenta que a legislação aprovada hoje mantenha “estas práticas condenáveis”.

A proposta foi aprovada por PS, PSD, CDS, PPM, IL, CH e deputado independente, com a abstenção do PAN. O Bloco de Esquerda foi o único partido que votou contra.

A aprovação deste regime de transporte de animais de produção “claramente não salvaguarda o bem-estar animal”.

“Dizer que este regime jurídico é melhor do que nada é ceder a uma ideia falaciosa de que se fez o máximo possível. Mas a realidade é que tivemos aqui a oportunidade de fazer mais, mas não houve vontade política para se alcançar este objetivo”, disse Alexandra Manes, lembrando que o Bloco de Esquerda apresentou muitas propostas de alteração no sentido de melhorar o documento, mas quase todas foram rejeitadas.

“Apresentamos um conjunto de propostas de alteração para que fosse possível salvaguardar neste regime jurídico a defesa pelos direitos dos animais. Infelizmente, a maioria das nossas propostas foi rejeitada e assim não se aproveitou esta oportunidade de fazer a diferença nesta área”, referiu a deputada numa declaração de voto.

“O Bloco está hoje, como esteve, e estará sempre, pela defesa dos animais, mas de forma consequente. Esta proposta não reflete o caminho que defendemos. Os animais merecem mais e melhor”, concluiu a deputada Alexandra Manes.