CÂMARA DA LAGOA VAI INAUGURAR “BIBLIOTECA DE RUA”

0
11
DR

O programa “Biblioteca na Rua” será inaugurado, no dia 13 de maio, pelas 10h30, junto à
Biblioteca Tomaz Borba Vieira, no convento de Santo António, na cidade de Lagoa.  O projeto consiste numa biblioteca móvel instalada num veículo adaptado para o efeito que transportará livros e que vai estar disponível a todos os lagoenses nas cinco freguesias do concelho. Entre os objetivos desta iniciativa, que diversifica a oferta pública da biblioteca municipal, destacam-se o fortalecimento da relação entre a instituição e a comunidade, criando oportunidades de leitura de fruição, fora dos lugares habituais.

Este novo projeto da Câmara Municipal da Lagoa e propõe o desenvolvimento de competências de leitura, criatividade e promoção cultural. O objetivo embora centrado nas faixas etárias em idade escolar, orientar-se-á também para a população em geral, segundo o princípio da aprendizagem ao longo da vida que deve pautar a vivência na “cidade inteligente”. Com este conceito, que constitui um dos pilares da política educativa da União Europeia, pretende-se também reforçar as relações intergeracionais, promovendo o incremento da coesão social e o alargamento a novos públicos.

Neste sentido a biblioteca móvel, será instalada em cada uma das cinco freguesias do concelho ao longo dos cinco dias úteis da semana. O veículo disponibilizará o empréstimo de livros, requisitados presencialmente, ou através do sistema informático das bibliotecas, bem como periódicos de leitura rápida. Os locais de permanência da biblioteca móvel variarão ao longo do ano, privilegiando as zonas balneares na época estival.

De referir que, a Biblioteca Tomaz Borba Vieira desempenha um importante papel como difusora do conhecimento, reunindo, conservando e divulgando o património documental. A instituição afirma-se, também, como um espaço de educação não formal centrado nas pessoas, que desenvolve uma política educativa e cultural, contribuindo assim para a promoção da cidadania, para o reforço escolar, para a dimensão sociocultural, e para o respeito e salvaguarda do património, de forma a dotar o público de conhecimentos e capacitá-lo para o exercício da cidadania ativa. Promovendo a democratização do acesso ao conhecimento e à informação, através de variadas iniciativas e projetos, a biblioteca municipal pretende diminuir a clivagem entre a cultura institucional e a cultura da comunidade, condições que o projeto da Biblioteca de Rua, procura garantir integrando e aproximando-se da população.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO