Carlos César pede votação “destacada” para PS não abandonar caminho “ponderado”

0
9
DR

O presidente do PS, Carlos César, pediu hoje uma votação “destacada” para dar estabilidade ao partido e desencorajar outros partidos que o queiram tentar obrigar a abandonar um caminho “ponderado”.

“É muito importante que Portugal tenha nas próximas eleições um governo garante de estabilidade, que este caminho que temos vindo a fazer seja um caminho consolidado e para isso é mesmo necessária uma grande votação, uma votação destacada no Partido Socialista”, afirmou Carlos César, pedindo uma resposta para desencorajar a “tentação de outros partidos” de fazerem o PS “abandonar o caminho ponderado e seguro”.

O presidente socialista e líder da bancada parlamentar do PS falava num almoço-comício em Angra do Heroísmo, nos Açores, onde foi presidente do Governo Regional durante quatro mandatos, acompanhado pelo primeiro-ministro e candidato às próximas eleições legislativas António Costa.

César salientou medidas como o cumprimento da Lei das Finanças Regionais, apoios acrescidos nos setores dos transportes e da saúde, o reforço dos fundos europeu e o investimento em serviços do Estado para apelar ao voto no candidato socialista.

“Chegaram aos Açores nestes quatro anos milhões e milhões de euros, que antes nos negaram, que antes nos tiraram e que agora ajudam ou fazem justiça à região, às pessoas e às empresas e ao Governo Regional”, frisou.

“É muito importante o voto dos açorianos no Partido Socialista, para termos António Costa como primeiro-ministro. Não sabemos quando voltaremos a ter outro assim”, acrescentou.

Também o secretário-geral do PS/Açores e presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro, pediu uma “grande manifestação de confiança e de força ao Partido Socialista”.

“Por aquilo que foi feito por a nossa região, mas também por aquilo que vai continuar a ser feito, num clima de diálogo, num clima de cooperação, num clima que não precisa de polémicas e de disputas estéreis, mas que converge, quer da parte do PS a nível nacional no Governo da República, quer do PS na nossa região no Governo Regional, para um objetivo comum: melhorar a vida dos açorianos, fazer da nossa região uma região mais forte”, salientou.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO