CDS/Açores considera urgente transportar para a Fajã da Caldeira de Santo Cristo a máquina adquirida para a manutenção da lagoa

0
35
DR/CDS
DR/CDS

A deputada Catarina Cabeceiras, do Grupo Parlamentar do CDS-PP/Açores, alertou o Governo Regional para a urgência de transportar, ainda durante o período de verão, a máquina escavadora adquirida para a manutenção da lagoa da Fajã da Caldeira de Santo Cristo na ilha de São Jorge, a fim de aproveitar as condições de mar mais favoráveis para o seu transporte por via marítima.

Catarina Cabeceiras enfatizou “a importância de preservar um ecossistema lagunar de interesse peculiar, aliás consagrado com estatuto prioritário de conservação ao abrigo da diretiva comunitária Habitats e da sua designação como Sítio Ramsar”, recordando que “o Plano de Gestão das Fajãs da Caldeira de Santo Cristo e dos Cubres propunha, em 2010, entre outras atividades de gestão para a manutenção da barreira, a realização de obras anuais de recuperação e manutenção com vista a assegurar a qualidade ambiental e a valorização dos sistemas lagunares e terrestres”.

Em requerimento dirigido ao Governo Regional no passado mês de julho, a deputada centrista inquiriu sobre o paradeiro da máquina recentemente adquirida, notando que “a máquina retroescavadora que se encontra atualmente na referida Fajã encontra-se em muito mau estado de conservação, apesar de ter sido dada nota pública da chegada de uma máquina à Ilha de São Jorge em outubro de 2019”. Catarina Cabeceiras questionou ainda sobre os custos associados ao estacionamento e acomodação da máquina mais recentemente adquirida e sobre que termos regem o seu transporte para a Fajã da Caldeira de Santo Cristo, nomeadamente, qual a data prevista para o mesmo.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO