Centenário da Primeira Travessia Aérea do Atlântico – Parte X

0
8

A VIAGEM DO NC-4 ATRAVÉS DO ATLÂNTICO – Os problemas do NC-4 até Trepassey Bay
Os três Nancy’s descolaram em formação de Rockaway Beach, rumo a Halifax, no Canada, onde fariam uma escala de reabastecimento para poderem atingir Trepassey Bay, já na Terra Nova.
Como já tive oportunidade de referir anteriormente, o NC-4 tinha unicamente 1 hora de voo. Absolutamente um período insipiente para detecção de possíveis avarias de juventude, para uma máquina que teria de atravessar o Atlântico sem falhas sob risco de catástrofe.
Porquê esta “imprudência” da US Navy? Havia uma pressão muito grande para a realização desta Primeira Travessia Aérea do Atlântico. O jornal inglês Daily Mail tinha lançado um concurso que premiaria os tripulantes do avião que primeiro atravessasse o Atlântico. Este concurso estava dotado de um prémio de £10.000 e havia diversas tripulações interessadas em participar no concurso. Para dar uma ideia deste “pressing”, os aviadores John Alcock e Arthur Whitten Brown, acabaram por realizar a travessia entre St. John’s, Terra Nova, e Clifden, na Irlanda em Junho de 1919, 15 dias, apenas, após a viagem do NC4.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO