“Chicago” com lotação (quase) esgotada

0
13

O Teatro Faialense contou com lotação quase esgotada, no último dia 6, com a adaptação para ballet do musical Chicago. A coreografa Diva Silva, responsável do atelier Corpo em Movimento, ensaiou 57 raparigas e um rapaz, com idades  a partir dos 3 anos, para esta atuação.

A vida de Roxi e Velma do cabaré para a prisão estiveram em palco aproximadamente uma hora e meia, num bailado que se dividiu em dois atos com sete cenas cada.

Dançarinas durante a adaptação para ballet do musical Chicago

No final do espetáculo, em declarações ao Tribuna das Ilhas, Diva justificou a escolha de Chicago pelo facto de a música deste musical ser “muito apelativa ao ouvido e ser um espetáculo muito dinâmico”. Apesar de ensaiar um número alargado de jovens de diversas idades e considerar “um bocadinho complicado” ensaiar as mais novas, refere que lhe dá “muito prazer trabalhar com elas” e afirma ser algo que vai “continuar sempre a fazer”.

blank

Foto de grupo no final de espetáculo 

A coreografa faialense acabou o espetáculo fazendo um “saldo positivo” da performance dos seus pupilos, salientando que este foi feito “por causa delas e para elas” se divertirem, sendo para além disso uma forma de mostrar “aos pais o trabalho delas até ao Natal”

O atelier Corpo em Movimento já tem agendadas participações nas celebrações do Dia Mundial da Dança bem a como a apresentação do bailado clássico Coppélia, no dia 9 de maio.