CMH aposta na melhoria das condições de acessibilidade do concelho

0
27
DR

A Câmara da Horta vai apostar, em 2020, numa melhoria das acessibilidades para pessoas com deficiência no nosso concelho através do rebaixamento de barreiras arquitetónicas no centro da cidade, no âmbito do projeto Horta Convida. Para além disso, vai instalar uma cadeira elevatória no edifício dos Paços do Concelho por forma a que seja facultado o acesso a todos os pisos do edifício a todos os munícipes.

A informação foi avançada por José Leonardo Silva, na passada sexta-feira, no decorrer da receção e homenagem que a autarquia promoveu ao campeão europeu da Classe Hansa 2,3, Rui Dowling.

Para José Leonardo Silva, Presidente da Câmara da Horta, “o Faial e os faialenses têm muito orgulho no trabalho de todos quantos estão aqui presentes, mas gostaria hoje de destacar, por um lado o papel da APADIF e do Clube Naval e por um lado, dos atletas que têm participado nestes eventos desportivos, em especial o Rui Dowling, nosso campeão europeu em título.”

O Rui é um jovem que, como qualquer outro jovem, gosta de se sentir ativo e de se desafiar todos os dias. As suas limitações físicas não têm sido impeditivo à sua capacidade de realizar e de construir o seu caminho. Seja no desporto ou em áreas como por exemplo, a realização, o Rui consegue surpreender-nos todos os dias e é isso que nos encoraja, a nós Município a continuar a apoiar e promover ações e projetos para todas e para todos os faialenses, em linha com a implementação do nosso Plano Municipal para a Igualdade, Cidadania e Não Discriminação”, disse o Presidente da CMH na ocasião que salientou ainda o facto de termos no nosso Concelho uma instituição que, nas suas duas décadas de vida, tem conseguido trazer para a ordem do dia, a problemática da deficiência e a necessidade de se criar uma sociedade para todas e para todos, como é o caso da APADIF.

Natural da freguesia da matriz, onde nasceu a 17 de setembro de 1981, Rui Filipe Furtado Dowling completou o ensino secundário na Escola Manuel de Arriaga e, desde 2004, que desempenha funções de assistente operacional no Hospital da Horta. Em 2011 aderiu ao projeto Vela para Todos – Faial sem Limites, uma iniciativa conjunta da APADIF e do Clube Naval da Horta. Na vida associativa integrou os órgãos sociais da APADIF. Apresentou, em 2017, um documentário intitulado “Fayal: Retrato do Passado”.

A nível desportivo, obteve o terceiro lugar no Campeonato Nacional de Vela Adaptada em 2015, no ano seguinte sagrou-se campeão nacional da classe acess 2,3 e já em 2019, venceu o Campeonato Nacional da Classe Hansa 2,3 e o Campeonato da Europa da mesma classe.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO