Combate à violência é uma “prioridade assumida” pelo governo dos Açores

0
9
DR
DR

O deputado social democrata Luís Soares sublinhou ontem, no plenário açoriano, que o combate “à violência doméstica e de género é uma “prioridade assumida por este governo regional”.

Falando durante a discussão do Plano e Orçamento para 2021, o parlamentar destacou que “estamos a tratar de um flagelo e um crime, em muitos casos inserido num quadro relacional, sendo várias as dificuldades para mudar atitudes e eliminar preconceitos”, afirmou.

Esta é, por isso, “uma matéria de destaque no plano de ações do novo governo açoriano”, ciente de que a violência doméstica nos Açores “continua a ser significativamente superior, em termos de taxa de incidência, relativamente ao todo nacional”, lembrou Luís Soares.

Os Açores apresentaram, de acordo com os dados do último relatório de segurança interna – de 2019 – 4,1 casos por mil habitantes, enquanto que a nível nacional o valor é de 2,8 casos de violência doméstica por mil habitantes.

Segundo o social democrata, o Plano e Orçamento para 2021, “refere mais e melhores ações de sensibilização de combate à violência doméstica, a criação de estruturas de apoio e de acompanhamento da vítima, bem como a criação de mais equipas para promover a igualdade de oportunidades”, adiantou.

Para Luís Soares “é importante agir já, mas também numa educação mais abrangente das gerações mais novas, estimulando a consciência da não violência como modelo cultural, e assinando uma referência assente na comunicação e na resolução de conflitos”, defendeu.

Para 2021, estão previstos nos Açores “diversos projetos de intervenção social vocacionados para a promoção nas áreas da infância e juventude, iniciativas junto dos idosos, das pessoas com deficiência e incapacidade, enfim públicos em situação de grave exclusão, e que terão assim um apoio mais concreto”, concluiu o deputado.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO