Comissão de Ilha do Faial do PCP faz balanço dos resultados eleitorais

0
16

No passado dia 30 de setembro, a Comissão de Ilha do Faial do PCP reuniu para analisar os
resultados das eleições autárquicas e traçar um programa de acção para este novo quadro delas resultante.

Num quadro muito exigente, caracterizado, para além do mais, por uma extremada bipolarização entre as candidaturas do PS e do PSD/CDS/PPM à Presidência da Câmara Municipal da Horta, a CDU confirmou-se como a terceira força eleitoral no concelho e manteve quase todas as posições que detinha nos respectivos órgãos autárquicos.

Com base nestes resultados a Comissão de Ilha do Faial do PCP reafirma, em primeiro lugar, o seu compromisso na construção de soluções que visem o desenvolvimento e o progresso do Faial e sublinha que tal objetivo só poderá ser alcançado com base numa estratégia de desenvolvimento coerente e persistente, que garanta a a melhoria das condições de vida das famílias faialenses e o lançamento de imprescindíveis infraestruturas locais, tudo integrado na perspetiva mais global da construção de uma sociedade mais justa, mais igual e mais sustentável e mais justa.

Em segundo lugar, esta Comissão de Ilha relembra que a CDU Faial é a força que aponta no sentido da vivência coletiva, da partilha e da participação como indispensáveis à concretização dos justos anseios das populações e, por conseguinte, à realização do seu bem estar e da sua felicidade: uma força que está ao lado dos faialenses e que vai continuar a estar todos os dias; uma força que olha para o futuro da nossa ilha com confiança, que anima laços de solidariedade e ação comuns, que estimula a intervenção e a opinião de cada um sobre as respostas para os problemas do presente e as soluções para o futuro.

Em terceiro lugar, esta Comissão de Ilha reafirma que no próximo mandato, a exemplo dos
anteriores, a CDU Faial prosseguirá a sua ação nas autarquias, contribuindo com o seu trabalho e intervenção para a defesa dos interesses das populações e para o progresso local. Sempre ligada aos trabalhadores e ao povo, na defesa intransigente dos seus direitos e aspirações. Com a responsabilidade de quem assume a condição de grande força transformadora e de esquerda no poder local, necessária e indispensável na vida política nacional.

O projeto e a visão da CDU para o Faial comportam, obviamente, profundas e significativas reservas face ao programa que será executado pelos partidos que compõem a coligação que venceu as eleições para a Câmara Municipal. Reservas que são Dúvidas que ficam agravadas pela do PSD-CDS no passado sempre que assumiram responsabilidades de governação.

A CDU, convém lembrar, afirmou-se sempre, quer em nesses tempos de presidência PSD, ou quer em tempos de presidência PS, como a mais combativa e consequente força de oposição no Concelho e como a força da alternativa necessária.

Agora, não será diferente.

O quadro resultante destas eleições autárquicas demonstra que é necessário que a CDU se continue a reforçar. Os eleitos da CDU irão desde já transportar a força com que a CDU sai destas eleições para as suas intervenções na Assembleia Municipal da Horta e na Assembleia de Freguesia de Pedro Miguel, com reflexos em toda a ilha.

Uma força que contará, sejam quais forem as circunstâncias, para construir soluções para os problemas que o Faial enfrenta e para rejeitar e combater caminhos e opções que agravem esses problemas. E também para ouvir, envolver e mobilizar as populações para as lutas que haverá que travar.

Os faialenses podem contar com os eleitos e ativistas da CDU na ilha do Faial para fazer propostas, denunciar injustiças, procurar resolver problemas das populações. Em suma, para estarem presentes e intervirem ativamente na comunidade.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO