Concurso IdeiAçores 2020 confirma o grande potencial empreendedor dos jovens Açorianos

0
15

O Diretor Regional da Juventude afirmou que o Concurso IdeiAçores 2020 veio “confirmar o grande potencial empreendedor dos jovens Açorianos”.

 

Lúcio Rodrigues, que falava quarta-feira na sessão de abertura da edição deste ano daquela iniciativa, que decorreu, pela primeira vez, em formato online, na sequência da pandemia de COVID-19, saudou os mais de 2.000 jovens Açorianos, provenientes de 41 escolas do arquipélago, que participaram este ano no projeto ‘Educação Empreendedora: O Caminho do Sucesso’, sublinhando o “empenho dos jovens e dos professores envolvidos, sobretudo nas condições em que tiveram de trabalhar neste ano letivo”.

 

“Os nossos jovens e nos nossos professores provaram, mais uma vez, uma grande capacidade de resiliência e até de inovação porque, apesar do momento que estamos a atravessar, não se limitaram a cruzar os braços e a dar por encerrados os trabalhos, mas antes arregaçaram mangas e fizeram acontecer, reinventando metodologias e até reinventando-se a si próprios”, salientou.

 

O Diretor Regional valorizou ainda “as condições em que jovens e professores tiveram de trabalhar, muitas vezes acumulando todo o seu trabalho com o apoio à família e partilhando espaços, o que não são as melhores condições para a realização de trabalhos que exigem concentração, tal como acontece com os projetos na área do empreendedorismo”.

 

Lúcio Rodrigues considerou que “sairemos mais fortes desta crise pandémica, mais capacitados e até mais empreendedores”, o que, acrescentou, “acaba por ser a transformação de uma situação negativa numa nova realidade que pode ser altamente positiva”.

 

Na sessão, que decorreu por videoconferência e que se encontra disponível na página de Facebook da Direção Regional da Juventude, em https://www.facebook.com/DRJuventude/, o Comité de Avaliação anunciou os vencedores entre os 24 melhores projetos previamente apurados.

 

Assim, no 2.º Ciclo, o projeto vencedor foi ‘Discover Azores’, de Leonor Bairos, do Colégio de São Francisco Xavier, em São Miguel, enquanto o projeto ‘S(ee) and S(ave)’, de Beatriz Costa e Margarida Araújo, da Escola Básica e Secundária Tomás de Borba, da ilha Terceira, foi o vencedor no escalão do 3.º Ciclo.

 

No ensino secundário, a vitória coube aos jovens Camila Cota e João Costa, da Escola Secundária Vitorino Nemésio, da ilha Terceira, com o projeto ‘Mysterĭum’.

 

No ensino profissional, o projeto mais votado foi ‘Island Secret’s’, desenvolvido por Bianca Alves e Luísa Cordeniz, da Escola Secundária Jerónimo Emiliano de Andrade, da ilha Terceira.

 

Os melhores projetos receberam prémios de cariz tecnológico, que incluíram colunas bluetooth, smartphones e acessórios de informática.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO