Cooperação interdepartamental do Governo dos Açores lidera projeto europeu sobre biodiversidade marinha

0
16

A Direção Regional dos Assuntos do Mar (DRAM) e o Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia (FRCT) vão coordenar o projeto europeu transnacional MISTIC´SEAS (‘Macaronesia Islands Standard Indicators and Criteria: Reaching Common Grounds on Monitoring Marine Biodiversity in Macaronesia’).

O MISTIC´SEAS visa a revisão do conhecimento atual e as estratégias de conservação para as populações macaronésias de aves marinhas, tartarugas marinhas e cetáceos. O projeto irá desenvolver uma metodologia padronizada de monitorização destes grupos de animais, a adotar nos Açores, Madeira e Canárias, e culminará com a aprovação de um plano de ação comum para a monitorização da biodiversidade marinha na Macaronésia.

Para além de terem estatutos de conservação internacionais, os grupos biológicos alvo deste projeto, nomeadamente aves, tartarugas e cetáceos, foram selecionados por serem fortemente migradores e terem uma ampla distribuição geográfica, o que implica uma estreita cooperação e coordenação internacionais das políticas dirigidas à sua conservação e conhecimento.

O projeto pretende responder às necessidades específicas da sub-região biogeográfica da Macaronésia, no âmbito da Diretiva Quadro Estratégia Marinha. Esta Diretiva, que integra a Política Marítima Integrada da Europa, determina o quadro de ação comunitária no domínio da política ambiental para o meio marinho, no qual os Estados-membros devem tomar as medidas necessárias para obter ou manter um bom estado ambiental das águas marinhas da Europa até 2020, sendo necessária a cooperação entre os estados membros vizinhos no sentido de assegurar a articulação e coordenação entre as estratégias marinhas a nível regional e sub-regional.

O projeto MISTIC´SEAS é  financiado pela Comissão Europeia através da DG ENVIRONMENT, com uma dotação global de cerca de 650 mil euros.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO