Covid-19: Alemanha regista mais 2.866 casos de infeção em 24 horas

0
3
DR
A Alemanha regista hoje 130.450 casos diagnosticados com covid-19, o que significa que existem mais 2.866 pessoas infetadas com o coronavírus desde quarta-feira, e o número de mortos subiu para 3.569, divulgou o instituto Robert Koch.
De acordo com dados deste instituto de pesquisa, que é responsável pelo controlo e prevenção de doenças na Alemanha, morreram 315 pessoas infetadas com covid-19 desde quarta-feira.

O aumento dos números estendeu-se também aos que recuperaram da doença, sendo contabilizados mais 4.500 curados naquele país, o que totaliza 77.000 pessoas que já superaram a covid-19.

O Governo alemão quer estender as principais medidas de contenção, em vigor desde 22 de março até, pelo menos, 03 de maio, segundo o relatório elaborado pelo comité corona e que a agência de notícias dpa divulgou na quarta-feira.

O documento, que foi apresentado e discutido numa reunião entre a chanceler Angela Merkel e os líderes dos 16 estados federados, prevê algumas exceções, como a reabertura de espaços comerciais até 800 metros quadrados já na próxima segunda-feira.

Restaurantes, bares e ‘pubs’ devem permanecer fechados, mantendo-se também a proibição de celebrações religiosas em igrejas, sinagogas ou mesquitas.

Os hotéis, por seu lado, devem continuar abertos, mas “apenas para atividades não turísticas consideradas essenciais”, adianta o documento.

Escolas e jardins-de-infância permanecem fechados até dia 03 de maio, com exceção apenas para o atendimento de emergência que poderá ser alargado a outros profissionais de áreas consideradas essenciais para a economia.

A partir de 04 de maio, a reabertura dos espaços de ensino deve ser parcial, com os ministros da Educação e Cultura a apresentarem um plano até 29 de abril, revelando também quais as medidas de higiene e proteção a adotar.

A maioria dos alemães está a favor da atuação do governo no combate à crise provocada pelo novo coronavírus, e não aprova a redução das medidas de contenção antes de 19 de abril.

Desde 22 de março estão proibidas reuniões ou saídas com mais de duas pessoas na Alemanha. Cada região tem aplicado medidas mais ou menos restritivas, com a Baviera, a mais afetada, a decretar o confinamento praticamente total.

Desde que foi detetada em Wuhan, na China, em dezembro passaddo, o novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já provocou mais de 133 mil mortos e infetou mais de dois milhões de pessoas em 193 países e territórios. Mais de 436 mil doentes foram considerados curados.

Para combater a pandemia, os governos mandaram para casa quatro mil milhões de pessoas (mais de metade da população do planeta), encerraram o comércio não essencial e reduziram drasticamente o tráfego aéreo, paralisando setores inteiros da economia mundial.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (28.326) e mais casos de infeção confirmados (637 mil).
Seguem-se Itália (21.645 mortos, em 165.155 casos), Espanha (18.579 mortos, 177.633 casos), França (17.167 mortos, 147.863 casos) e Reino Unido (12.868 mortos, 98.476 casos).

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO