Cozido de Lalin e Sopas do Espírito Santo poderão ser irmanados

0
10

A representar o município galego de Lalin na III Mostra Gastronómica Luso-Galaica, que decorreu no passado fim-de-semana na Horta, esteve o responsável municipal pelo turismo, Nicolás Varela García.

Depois do almoço de degustação do famoso cozido de Lalin, na passada sexta-feira, Nicolás mostrou-se bastante satisfeito com o balanço desta sua passagem pela Horta: “Estou encantado com o acolhimento que tivemos. É um orgulho apresentar o nosso prato rei na Horta, e incentivar os faialenses a visitar Lalin. Em Lalin, iremos certamente incentivar os nossos habitantes a virem também visitar a Horta”, assegurou o galego ao Tribuna das Ilhas.

Em Lalin, a gastronomia aliada ao turismo tem sido uma aposta consistente, com resultados comprovados. Nicolás não duvida de que o Faial tem condições para fazer o mesmo: “o Faial tem muito potencial em termos de gastronomia. Têm matéria-prima de grande qualidade, como as carnes, os mariscos, o peixe, os queijos e os vinhos. Aliando esta oferta gastronómica à vossa oferta náutica e de natureza penso que é possível  passarem a dispor de uma enorme atracção em termos turísticos”, considera. No entanto, lembra que a Feira do Cozido de Lalin é uma iniciativa que conta já com 43 edições, ou seja, a consolidação de uma boa oferta turística com base na gastronomia faz-se com tempo, e os resultados aparecem a médio e longo prazo.

Desta passagem do representante de Lalin pela Horta ficou a possibilidade de se fazer uma espécie de “geminação gastronómica” entre as duas cidades. Ao Tribuna das Ilhas, Nicolás explicou que o município de Lalin tem por hábito irmanar o seu cozido com cozidos de outras localidades espanholas e também de outros países. Quando soube que uma das referências gastronómicas do Faial era as Sopas do Espírito Santo, que são, no fim de contas, uma espécie de cozido, Nicolás colocou a possibilidade de irmanar o prato galego com o faialense: “porque não fazer esse intercâmbio, e durante a nossa Feira do Cozido levar a Lalin um cozinheiro faialense para confeccionar as vossas sopas do Espírito Santo, de modo a mostrá-las lá, e fazer disso uma coisa permanente?”, referiu.

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO