Cultura José Luís Neto: “A minha ideia é tornar o Museu da Horta num museu marítimo”

0
37
TI
TI

O Museu da Horta (MH) tem novo homem no leme. Quando em fevereiro de 2019 esteve na Horta para apresentar, na Biblioteca, o seu livro “Arqueologia nos Açores – Uma Breve História” José Luís Neto estava longe de imaginar que o outro lado da rua seria uma das suas novas casas num futuro próximo.
O novo diretor nasceu em Lisboa em 1977 e a arqueologia acompanhou todo o percurso de vida. É licenciado, mestre e doutor na área, trabalhou em prospeções e escavações em todo o país, escreveu livros e artigos da matéria, desenvolveu trabalho de estudo e recuperação do património em Setúbal e acabou por chegar aos Açores em 2012.
Iniciou funções de diretor a 7 de outubro, deixando na Terceira o cargo de Chefe da Divisão do Património Móvel, Imaterial e Arqueológico da Direção Regional da Cultura. Procurámos
entender qual o rumo que pretende dar a este museu que quer de Mar e o papel que este pode ter perante os cidadãos locais.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO