Danos Colaterais

0
19
TI
TI

Terminou no final da passada semana na ALRA (Assembleia Legislativa Regional dos Açores) o inquérito interno instaurado para apurar a responsabilidade pela digitalização de documentos confidenciais, no âmbito da Comissão de Inquérito ao SPER (Sector Público Empresarial Regional), dizendo respeito ao processo de privatização parcial da Azores Airlines. Só este paragrafo já causa enfado…
Mas antes de focar o resultado do dito inquérito interno julgo que será importante traçar uma linha temporal de todo este processo de privatização, uma vez que é este que reveste de “caso de policia”, como disse Vasco Cordeiro, a dita digitalização de documentos.
No primeiro trimestre de 2018 é lançado um concurso público tendo em vista a privatização de 49% do capital social da Azores Airlines (AA). O Governo Regional vem então dizer que era necessário encontrar um parceiro estratégico para a empresa.
É criada uma Comissão de Acompanhamento ao Processo de Privatização que é independente do Governo e é composta por personalidades conhecidas e reconhecidas da Região.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO