De Toledo ao Pico, Ana Alcaide estreia nos Açores no Festival Cordas

0
20
blank

A associação MiratecArts, na sua décima temporada, dá as boas vindas à música espanhola Ana Alcaide na sua estreia no arquipélago dos Açores. O evento especial acontece no Auditório da Madalena, sábado, 24 de setembro, no Festival Cordas.

Ana Alcaide tem o seu nome profundamente ligado a Toledo, investigando no passado desta cidade multicultural as raízes musicais deixadas por árabes, judeus e cristãos. É uma das artistas espanholas mais reconhecidas na cena folk e world music. Compositora e intérprete, tem na nyckelharpa o seu instrumento de eleição e na voz um poderoso modo de criar novas canções a partir dessa herança, interpretando igualmente muitas peças do cancioneiro antigo que ajudou a construir aquilo a que chamamos cultura ibérica.
Ana Alcaide já apresentou a sua música em mais de 500 concertos em 4 continentes, incluindo alguns dos locais mais prestigiados. Sua música transporta audiências para terras distantes, tempos antigos e lugares mágicos. É um convite à construção de pontes entre culturas e um apelo à tolerância através da fusão musical.
A revista mais conceituada de assuntos de músicas do mundo, Songlines, chamou Ana Alcaide ‘corajosa, feminina, selvagem e maravilhosa’ e agora as audiências, na ilha do Pico, tem a oportunidade de, ao vivo, conhecer esta grande artista que além da nyckelharpa nos presenteia com violino hardanger, acompanhada em palco por Bill Cooley em saltério e oud, entre outros instrumentos.
O concelho da Madalena é o palco do Festival Cordas, com 30 eventos na temática dos cordofones, incluindo 20 concertos, de 16 a 25 de setembro. Para mais informações visite FestivalCordas.com e siga a MiratecArts nas redes sociais.