Deputada do CDS-PP por São Jorge mantém postura reivindicativa

0
24
DR/CDS
DR/CDS

A deputada Catarina Cabeceiras avançou, na Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, que mantém “a exigência reivindicativa que grande parte dos Jorgenses depositaram no CDS-PP”, reconhecendo, contudo, que “existem janelas de esperança a abrir-se” com o atual Governo Regional.

A deputada eleita pelo círculo de São Jorge exemplificou que “tanto o novo matadouro, como a reparação do caminho da Transversal Urzelina/Santo António, que foram propostas pelo CDS-PP no passado, são finalmente investimentos concretos previstos no Plano Regional para 2021”.

“Muitas vezes vim a esta tribuna revindicar mais e melhor para a minha ilha”, declarou Catarina Cabeceiras, “e denunciei investimentos que se foram arrastando de plano em plano, bem como verbas que nunca chegavam a ser executadas”.

No que diz respeito às Fajãs, a deputada considerou “urgente proceder ao desassoreamento do passo na lagoa da Caldeira de Santo Cristo, pois o canal encontra-se fechado colocando em causa o equilíbrio ecológico daquele sistema lagunar”.

No âmbito do Plano e Orçamento para 2021, o CDS-PP regista “com particular satisfação uma nova ação referente à dragagem do porto da Calheta, para que se melhore a sua operacionalidade”. A deputada anunciou também que “o CDS-PP propôs uma proposta de alteração ao Plano que prevê a elaboração do projeto para o núcleo de recreio náutico na Calheta, uma aspiração antiga dos calhetenses que certamente contribuirá para a dinamização turística e económica do Concelho e da ilha de São Jorge”.

Catarina Cabeceiras salientou “as situações dramáticas que se têm vivido ao longo dos últimos anos nos transportes aéreos, nomeadamente a falta de lugares, mudanças de voos, avarias, escassez de recursos disponíveis, aeronaves ou tripulação, as quais se traduziram, para muitos Jorgenses, na perda de consultas de especialidade, exames ou tratamentos que tinham de realizar noutras ilhas”.

“Acredito que, com este novo Governo, assistiremos a uma melhoria do acesso a cuidados de Saúde para os Jorgenses”, salientou Catarina Cabeceiras, declarando que “estamos certos que o Governo conseguirá agilizar para que se iniciem o quanto antes as obras do Centro de Saúde das Velas, dando-lhe a dignidade e qualidade que merece. Aliás, também o CDS-PP propôs uma alteração para que se avance já com o projeto para a construção de um novo bloco para o Centro de Saúde, complementando assim o edificado existente”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO