Tarifa Açores é medida emblemática que muda paradigma nos Açores, defende Mota Borges

0
13
DR/GACS
DR/GACS

O Secretário Regional dos Transportes, Turismo e Energia, Mário Mota Borges, defendeu hoje que a Tarifa Açores, com preço até 60 euros nas passagens aéreas para residentes, é uma “medida emblemática” do atual Governo Regional e muda o “paradigma” neste setor.

“No domínio dos transportes aéreos a nota mais emblemática deste Plano é a Tarifa Açores. Por até 60 euros, ida e volta, preço final para um residente, poderão conhecer outra ilha do arquipélago. Baixamos o custo da passagem aérea, mudando o paradigma de não querermos que os Açorianos paguem muito e depois vão de mão estendida receber o subsídio”, defendeu o governante.

Falando na Assembleia Legislativa Regional, na Horta, Mário Mota Borges advogou que a medida terá um “enorme alcance” e contribuirá “para o reforço da coesão territorial”.

“Este incremento trará outra redistribuição de valor, contribuindo de forma vigorosa para a coesão regional e para a imersão dos Açorianos numa realidade geográfica que é sua”, prosseguiu o Secretário Regional.

Ainda no campo dos transportes aéreos, o lançamento de novo concurso internacional para o serviço de transporte aéreo interilhas é outra das “importantes medidas” do Plano para este ano, “estando alocada verba para suportar as obrigações que forem impostas”.

No tocante aos transportes marítimos, “pretende‐se dar continuidade ao serviço público de transporte marítimo de passageiros e viaturas interilhas, através de obrigações de serviço público”, sustenta Mário Mota Borges.

“Nesta linha, prevemos também melhorar as acessibilidades e frequências às ilhas de menor dimensão, com vista a um eficaz movimento de carga. O estudo que analisará os problemas atuais e proporá uma solução eficaz e de consenso, tem arranque previsto para finais do próximo mês de maio”, anunciou ainda.

No âmbito dos investimentos decorrentes dos prejuízos causados em portos pelo furacão Lorenzo, “está previsto dar continuidade às obras programadas e em curso, acelerando a sua execução sempre que as condições e o contexto o permitam”, foi também dito pelo Secretário Regional.

Em matéria de Turismo, o governante espera que “esteja ultrapassada em breve esta situação excecional que se vive nos Açores e no Mundo”, motivada pela covid-19.

“Esperamos que se confirme esta expectativa. Se assim acontecer, fortalecidos pela notoriedade conquistada enquanto destino de Turismo de Natureza e certificado como o primeiro Arquipélago sustentável do Mundo, pela EarthCheck, pretendemos estar preparados para enfrentar com otimismo a retoma deste segmento da atividade económica”, disse.

Por sua vez, os investimentos que asseguram a prossecução dos objetivos em matéria de energia para os Açores “far-se-ão alicerçados na aplicação dos princípios orientadores estratégicos, nomeadamente na suficiência e eficiência energética, na eletrificação e na descarbonização”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO