Deputados do CDS-PP Açores alinhados com estratégia regional do partido

0
9
DR
DR

Os deputados do CDS-PP Açores manifestaram, nesta quarta-feira, a sua concordância com a estratégia política resultante do X Congresso Regional do Partido, ocorrido no início do mês de maio.

Nas palavras do deputado Rui Martins, que referiu “um partido fiel aos seus princípios, quer na oposição, quer na governação”, “o CDS-PP está empenhado em construir um novo ciclo político de progresso e desenvolvimento que projete a nossa autonomia, contribua para a qualidade de vida de todos os Açorianos, desenvolva harmoniosamente as nossas ilhas e afirme a nossa cultura e as nossas tradições”.

O Grupo Parlamentar do CDS-PP compromete-se a trabalhar para que “os Açorianos deixem de ter o mais baixo poder de compra nacional e deixem de viver no aperto da espera por mais um ordenado que se esgota no pagamento dos encargos mais essenciais”, entendendo ser necessárias “efetivas políticas de apoio à fixação dos nossos jovens, que merecem apoio na sua formação escolar e profissional, na aquisição e na construção das suas casas, no seu investimento, no seu negócio e em efetivas medidas de apoio social, como a creche gratuita para todas as famílias.

Queremos uma educação baseada em igualdade no acesso, mas que, no percurso e no curriculum, promova o mérito e reconheça a excelência”.

De acordo com Rui Martins, “temos de ser capazes de cuidar dos nossos idosos, através de uma eficaz rede de proteção e cuidados, garantindo o apoio no acesso à farmácia e possibilitando a domiciliação dos cuidados em alternativa à institucionalização”, sendo também “imperativo que o direito à saúde seja uma efetiva realidade, através de um Serviço Regional de Saúde que seja capaz de conseguir prestar assistência médica atempada para todos os açorianos”.

Rui Martins salientou ainda que o CDS-PP é “o partido do ambiente e desenvolvimento sustentável que nunca baixou os braços perante a descontaminação dos solos e aquíferos da ilha Terceira e que, desde 2010, propõe medidas de mitigação das alterações climáticas”.

“A nossa assinatura política tem a responsabilidade dos princípios da nossa fundação e do caminho que fizemos, ao longo da nossa história, ao serviço de todos os Açorianos, da nossa Região e de Portugal”, declarou o deputado, que expressou “uma vontade determinada de seguir em frente” nesse desígnio.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO