Diáspora tem importante papel na divulgação dos Açores no exterior

0
6

O Diretor Regional das Comunidades destacou, em Ponta Delgada, o importante papel da diáspora na divulgação dos Açores junto das sociedades em que as comunidades açorianas se encontram estabelecidas.

“É fundamental que os Açorianos e açordescendentes que residem nas comunidades mantenham uma ligação atual e permanente com os Açores”, afirmou Paulo Teves, sublinhando que tal não deve acontecer apenas pelas constantes visitas, mas também “pelas diversas manifestações identitárias das ilhas que desenvolvem junto da sociedade de acolhimento”.

Paulo Teves destacou “o orgulho que os Açorianos que residem no estrangeiro têm pela sua terra de origem e a forma como a divulgam”, apontando os grupos de vários estabelecimentos de ensino que pretendem conhecer o arquipélago.

“A realização de intercâmbios de estudo entre a diáspora e os Açores contribui para a promoção da Região e para um maior relacionamento entre os dois lados do Atlântico”, afirmou o Diretor Regional, que falava quarta-feira num encontro com um grupo de alunos do Curso de Fotografia do Departamento de Belas Artes da Universidade de Massachusetts – Lowell, nos EUA.

Para o Diretor Regional, estes projetos são “relevantes” na medida em que “permitem o registo da realidade atual das ilhas pela visão daqueles que, não nascendo, nem tendo ligações familiares aos Açores, partilham o espaço geográfico da diáspora açoriana”.

“O trabalho que tem vindo a ser realizado por estes alunos, após o contacto muito próximo que tiveram junto da comunidade açoriana, é o garante de que existe uma necessidade e vontade constantes da nossa diáspora em divulgar os Açores e o que de melhor temos para oferecer”, salientou Paulo Teves.

O Diretor Regional das Comunidades relevou ainda que os resultados deste projeto, que culminará com a realização de uma exposição num espaço público da Universidade de Massachusetts – Lowell, “dará ainda mais visibilidade aos Açores e ao trabalho que realizaram nas ilhas”.

O grupo, composto por 11 alunos e uma professora, estará nos Açores até 29 de maio, visitando as ilhas de São Miguel, Graciosa e Terceira, numa iniciativa que conta com o apoio do Governo dos Açores.

O curso, através da leitura, pesquisa e fotografia nas áreas de estudos culturais, história, literatura oral e folclórica, visa desenvolver nos estudantes a capacidade para documentar histórias pela produção de materiais escritos e audiovisuais, explorando os laços entre a extensa comunidade açoriana de Lowell, em Massachussets, e as ilhas atlânticas.

Depois dos trabalhos de pesquisa, os estudantes irão conhecer diversos locais de interesse patrimonial e cultural, de produção agrícola, pesqueira e industrial, participar em várias efemérides, assim como visitar a Universidade dos Açores.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO