Diretora Regional afirma que oferta turística dos Açores “é única e especial e promove experiências e emoções”

0
9
DR

A Diretora Regional do Turismo salientou que os Açores são atualmente “um destino muito mais conhecido no mundo” devido à sua oferta “única e especial”, que “promove experiências e emoções”.

Marlene Damião, que falava, em Las Palmas, na sessão de abertura do Congresso Nacional de Turismo Ativo, referiu que este é um tema que “tanto tem a ver com o turismo do arquipélago dos Açores, enquanto destino de turismo de natureza”.

“Ao longo do nosso trajeto de desenvolvimento foi desde sempre inquestionável a vocação turística das ilhas açorianas enquanto destino de turismo de natureza, pela beleza única e intacta das suas paisagens e pelo seu enorme potencial de atração para um turista ambientalmente mais exigente”, frisou.

Segundo a Diretora Regional, “a oferta regional tem vindo a ser organizada em termos de produtos, dentro de um conceito global de turismo de natureza, que tem apostado na criação de produtos de caráter ativo, cuja prática envolva o contacto com a natureza, como sejam os passeios a pé, o BTT, o whale watching, o canyoning, o mergulho, o surf, o windsurf e muitos mais”.

“Neste contexto, o enriquecimento da oferta de animação turística, como forma de alavancar os fluxos turísticos e aumentar a comercialização do destino no exterior e, ao mesmo tempo, atenuar a sazonalidade, tem sido uma prioridade, no que diz respeito a aumentar a nossa competitividade enquanto destino turístico”, salientou Marlene Damião.

“Em resultado das estratégias de sustentabilidade levadas a cabo em prol da salvaguarda da atratividade do destino e dos seus recursos naturais, o nosso arquipélago tem conseguido crescer progressivamente como destino turístico e, simultaneamente, preservar o seu património natural”, sublinhou, reforçando que a Região “está a viver um momento crucial do seu desenvolvimento turístico”.

“Estamos convencidos que a conquista desta notoriedade só foi possível por estarmos cada vez mais cientes, tanto o setor público, como o privado, de que o sucesso do nosso destino assenta fundamentalmente no respeito e na forma como exploramos os nossos recursos endógenos, e de que o crescimento económico, o crescimento turístico e a proteção do património natural são e devem ser objetivos compatíveis e complementares”, afirmou a Diretora Regional.

O Congresso Nacional de Turismo Ativo é organizado pela Associação de Turismo Ativo das Canárias, que reúne as principais empresas do setor neste arquipélago, garantindo os critérios de qualidade, sustentabilidade e segurança dos seus serviços de turismo ativo para que possam reverter diretamente na região.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO