Editorial

0
5
DR
DR

Jorge Sampaio morreu há precisamente uma semana. No dia 10 de setembro, aos 81 anos, deixou-nos o Presidente da República que ficará na História como um homem íntegro, sereno, afável, “um gentleman, [que] beijava a mão às senhoras com uma elegância natural, não dizia palavrões. Só muito irritado lhe saía uma palavra mais forte, e pedia, de imediato desculpa” (Jorge Santos, colega da faculdade e sócio do escritório).

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura

 

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO