Eleições. Conselho Nacional do PSD aprova lista de deputados com 74% votos a favor

0
6

O Conselho Nacional do PSD aprovou hoje de madrugada com 80 votos a favor, 18 contra e dez abstenções as listas de candidatos deputados à Assembleia da República, disse à Lusa fonte presente na reunião.

Na reunião do órgão máximo do PSD, que começou cerca das 22:00, em Guimarães, 74% dos conselheiros votaram favoravelmente, de braço no ar, numa votação feita globalmente das listas para os 22 círculos eleitorais.
Em 2015, sob o mandato de Pedro Passos Coelho, as referidas listas foram aprovadas por unanimidade.
Nas listas aprovadas esta madrugada dos 89 deputados eleitos pelo PSD em 2015, 49 estão fora das listas para as legislativas, o que corresponde a 55% do total.
O nome retirado das listas que mais polémica gerou foi o do ex-líder parlamentar Hugo Soares, o “único nome vetado” pela direção nacional, decisão confirmada pelo secretário-geral do partido, José Silvano, antes do início do Conselho Nacional.
“É uma medalha que carrego com orgulho e de futuro”, afirmou, à saída o ainda deputado, que abandonou a reunião antes do final dos trabalhos por não ter direito de voto.

Da ordem de trabalho contava ainda a eleição do vice-presidente do partido, tendo sido retificada a eleição de José Manuel Bolieiro como novo ‘vice’ do partido.
Numa discussão que se prolongou até cerca das 03:00 de quarta-feira, os conselheiros acabaram por aprovar as propostas da Direção Nacional, ainda que com críticas.
Além de Hugo Soares, o histórico social-democrata e ex-deputado Jorge Neto criticou a forma como as referidas listas foram elaboradas, considerando que houve “uma limpeza” e não uma “verdadeira renovação” de candidatos a deputados.
Jorge Neto pôs mesmo em causa “a qualidade” do grupo parlamentar que resultar das eleições de 06 de outubro, temendo que a forma como foram elaboradas as listas, com recurso “a amiguismos e fidelidade a certas pessoas” em vez de guiadas pela meritocracia, venha a ter reflexos nos resultados eleitorais.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO