Eleições Europeias 2019: Andreia Vasconcelos quer Proteção Civil na agenda europeia

0
22

Andreia Vasconcelos e Pedro Mota Soares, candidatos do CDS ao Parlamento Europeu, estiveram ontem na ilha Terceira, onde visitaram a Sede do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, demonstrando a sua preocupação com as alterações climáticas e a sustentabilidade ambiental.
Para a candidata regional do CDS, Andreia Vasconcelos, “é preciso pensar a proteção civil, tendo em conta as particularidades da Região, nomeadamente a questão sísmica e os custos da insularidade”.
Andreia Vasconcelos defendeu que é necessário colocar a questão da Proteção civil na agenda política nacional e europeia, realçando que o CDS está “atento às alterações climáticas e que não renuncia à sustentabilidade ambiental”.
“As alterações climáticas representam, em primeiro lugar, a possibilidade de ocorrência de
fenómenos naturais que podem pôr em risco a segurança das nossas populações e dos nossos bens. Temos, por isso, de estar cada vez mais preparados para responder. É por isso que consideramos fundamental que o esforço na proteção civil seja regional, nacional e europeu”, defendeu.
Quanto ao candidato do CDS, Pedro Mota Soares, sublinhou a importância da União Europeia para o país e para os Açores e mostrou-se preocupado com a aplicação dos fundos comunitários tanto no atual como no futuro quadro comunitário.
“Estamos preocupados porque no futuro quadro comunitário, Portugal está em risco de perder verbas para a coesão, cerca de 7%, e verbas para a agricultura. No próximo quadro, é muito importante que a proteção civil esteja bem acautelada. A maior preocupação do CDS é perceber que temos neste momento um governo a nível nacional que não tem capacidade de negociar esses mesmos fundos comunitários”, alertou.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO