Especial Autárquicas – Freguesia de Pedro Miguel

0
11

Com quase 15 quilómetros quadrados de área, Pedro Miguel conta com 759 habitantes, de acordo com os censos de 2011. Desses, 616 são eleitores.

Após o 25 de Abril a freguesia afirmou-se como bastião social-democrata ao longo de 10 anos. Nas eleições de 1979 o PSD ganhou com 295 votos contra apenas 44 dos socialistas. Nos dois atos eleitorais seguintes as listas laranja venceram sempre com mais do dobro dos votos do PS. Em 1989 volta a ser o PSD a vencer as eleições, mas os socialistas conquistam mais de 100 votos em relação a 1985. Em 1993 o PS chega ao poder, onde se mantém até 2001, ano caracterizado pela significativa expressão que a CDU começa a ganhar. Essa expressão consolida-se em 2005, quando é a segunda força mais votada e o PS cai para terceiro lugar. A eleição ditou uma Junta tripartida, liderada pelo PSD, que não chegou, no entanto ao fim do mandato. Em 2008 houve eleições intercalares e o PS saiu vencedor. Em 2009, no entanto, o PSD recupera a Junta, com Norberto Carlos, mantendo-se no entanto um elenco autárquico tripartidário. O PSD teve 38,1% dos votos, o PS 30,95% e a CDU 29,37%.

Em 2013 Norberto Carlos, 45 anos, volta a candidatar-se, encabeçando a lista da coligação “Pela Nossa Terra” (PSD/CDS/PPM). A ele juntam-se Luís Silva e Hélia Morais, numa lista com 20 elementos. 

Pelo PS avança José Matos, 63 anos, seguido de Rui Vargas e Cláudia Goulart, numa lista de 27 pessoas.

Pela CDU, Alvarina Céu, 44 anos, é a primeira candidata, seguindo-se José Vargas e Telmo Furtado. No total, 27 pessoas integram esta lista. 

 

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO