Espeleo-Triângulo 2018 – Associação “Os Montanheiros” promove quarta expedição doTriângulo

0
22
DR

DR

Intitulada Espeleo-Triângulo 2018, a quarta edição da expedição espeleológica, promovida pela Associação “Os Montanheiros” vai decorrer de 30 de janeiro a 9 de fevereiro nas ilhas do Faial, Pico e São Jorge.

Esta iniciativa mantém os objetivos das edições anteriores, de enriquecer o conhecimento sobre o património geológico dos Açores

A Associação “Os Montanheiros” vai promover entre 30 de janeiro e 9 de fevereiro e pelo quarto ano consecutivo, uma expedição espeleológica às ilhas de São Jorge, Pico e Faial.
A Espeleo-Triângulo 2018, à semelhança dos anos anteriores, tem como objetivo principal enriquecer o conhecimento sobre o património geológico dos Açores, em particular das cavidades vulcânicas, sensibilizando os açorianos para a salvaguarda da riqueza que se esconde no subsolo destas ilhas.
De acordo com a Associação, “embora tenham sido dados passos importantes, nos últimos anos, pela Secretaria Regional que tutela o Ambiente e também por esta associação, ainda há bastante a fazer no que respeita à inventariação, conservação, proteção e divulgação do património espeleológico dos Açores”.
Na nota de divulgação do evento a Associação adianta ainda que “no último ano foi denunciado pelo núcleo dos Montanheiros na ilha de São Jorge uma situação de abandono de lixo em redor, e depósito no interior, das Bocas do Fogo, processo este que ainda não está totalmente resolvido e que é um bom exemplo do pouco respeito que ainda há, por parte de algumas pessoas, para com este património”.
Os primeiros cinco dias da Espeleo-Triângulo 2018 serão ocupados na realização de trabalhos espeleométricos e avaliação do estado de conservação das grutas da ilha de São Jorge, como é o caso da Gruta da Ribeira do Almeida cuja entrada foi recentemente desobstruída pelos sócios do núcleo dos montanheiros desta ilha.
A expedição segue depois para a ilha do Pico, onde serão realizados trabalhos de campo semelhantes, com a nuance de terem sido descobertas algumas grutas, nos últimos anos, onde ainda está praticamente tudo por fazer. “Pretende-se proceder também à prospeção de novas cavidades vulcânicas nesta ilha onde existem certamente muitas grutas e algares ainda por descobrir”, revela a associação na mesma nota.
Esta iniciativa prevê ainda uma incursão de algumas horas à ilha do Faial, para proceder ao levantamento fotográfico e espeleométrico de uma gruta descoberta recentemente no lugar do Norte Pequeno, freguesia da Praia do Norte.
“Tal como em anos anteriores, quer na ilha de São Jorge como na ilha do Pico, a associação irá contar com a participação de elementos dos seus núcleos nessas ilhas e trabalhará em proximidade com os respetivos Parques Naturais de ilha”, avança a Associação. 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO