Estratégia regional de melhoria das infraestruturas agrícolas prossegue com investimento de cerca de 500 mil euros em caminhos na ilha Terceira

0
9
DR/GaCS

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas, João Ponte, adjudicou hoje as empreitadas de pavimentação de dois caminhos na ilha Terceira, num investimento global de cerca de 500 mil euros, dando continuidade à estratégia regional de aposta na melhoria permanente das infraestruturas agrícolas.

Os investimentos nas infraestruturas agrícolas são essenciais para a redução dos custos de produção das explorações e para melhorar a sua rentabilidade, daí que o Governo dos Açores continue a apostar na sua requalificação.

A intervenção no Caminho Rural da Serra do Cume, no concelho da Praia da Vitória, com uma extensão de cerca de 4.300 metros foi adjudicada à empresa TRANSJET – Construções e Transportes, Lda. por 283 mil euros.

Esta obra vai beneficiar seis dezenas de agricultores e cerca de 225 hectares de pastagens.

A obra no Caminho Florestal do Chambre, que abrange os concelhos de Angra do Heroísmo e Praia da Vitória, fica a cargo da empresa Tecnovia Açores, Sociedade de Empreitadas, S.A., pelo valor de cerca de 176 mil euros.

Este caminho, com uma extensão de 1.540 metros, dá acesso a mais de duas dezenas de agricultores, a uma área de pastagem de 279 hectares e 315 hectares de floresta.

O investimento em remodelação de caminhos agrícolas na Região será este ano de 8,5 milhões de euros.

No caso particular da ilha Terceira, serão investidos 1,6 milhões de euros, essenciais para a agricultura continuar a ultrapassar os desafios e ajudar a garantir a sustentabilidade de uma das principais atividades económicas da Região.

No último ano, os 691 produtores de leite da ilha Terceira, que representam 29% do total de produtores da Região, produziram 25% do leite nos Açores, ou seja, 156 milhões de litros de leite.

Ao nível da produção regional de carne, os 1.366 produtores terceirenses, que representam 29% do total de produtores da Região, produziram 29% da carne aprovada para consumo.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO