Eu, Acredito no Faial

0
6
DR

1. Mobilizar os cidadãos para a participação cívica e política

As diversas candidaturas às eleições autárquicas de 1 de outubro já concluíram e entregaram formalmente em tribunal as suas listas de candidatos.
A candidatura “Acreditar no Faial” apresenta mais de quatro centenas de pessoas na sua equipa. São mais de quatrocentos cidadãos que se mobilizaram porque Acreditam no Faial, acreditam nas capacidades dos faialenses e acreditam que está na hora de tomar nas nossas mãos o futuro da nossa ilha.
Para isso, é essencial combater a abstenção. Na prática, quem não vota também contribui para que fique tudo na mesma, pois todos aqueles que estão em lugares de nomeação política (e que nesta ilha são muitos), votam certamente com o objetivo de manter os “seus” lugares.
Para tomar o futuro desta ilha nas nossas mãos, é fundamental aumentar a participação cívica e política no Faial.
2. Fórum de Cidadãos
O incremento da participação cívica e política foi precisamente um dos objetivos da criação do Fórum de Cidadãos, um espaço de reflexão independente no âmbito do qual as pessoas foram convidadas a refletir sobre o passado, o presente e o futuro do Faial, sem amarras partidárias ou ideológicas, de modo a apresentarem as melhores propostas para o desenvolvimento desta ilha.
A apresentação pública dos resultados decorreu no dia 31 de julho, numa sessão que mereceu uma acentuada afluência e que prolongou por muito mais tempo do que seria expectável, o que dá boa nota do interesse que suscitou.
O fórum congregou 18 trabalhos sobre temas de elevada pertinência para a nossa ilha, incluindo acessibilidades e transportes, qualificação da oferta turística, património cultural, entre outros.
Na sessão do dia 31, foi escolhido para apresentação e debate o tema “Ensino Superior no Faial”, tendo sido abordada a história do Departamento de Oceanografia e Pescas (DOP) da Universidade dos Açores e do ensino superior na ilha do Faial, as dificuldades atuais e perspetivas de futuro.

3. Programa de bolsas de estudo para alunos que pretendam estudar no Faial
No final do debate, tive a oportunidade de apresentar uma medida que pretendo implementar na Câmara Municipal da Horta, caso mereça a confiança dos faialenses: a criação de um Programa de Bolsas de Estudo para alunos que pretendam estudar no Faial.
Este programa pretende complementar as bolsas atualmente atribuídas pela câmara municipal e diversas outras entidades, que apoiam genericamente alunos locais que vão estudar para fora da ilha, e distingue-se por se destinar diretamente a alunos que pretendam estudar no Faial.
Sendo reconhecido que, ao nível das ciências do mar, o Faial oferece aos alunos um verdadeiro “laboratório natural”, proporcionado pelo nosso mar, e que as dificuldades de captação de alunos estão em grande parte relacionadas com a distância e elevado custo de vida, é fundamental promover a atratividade da ilha para alunos de mestrado, dos cursos técnicos superiores profissionais (CTeSP) e da licenciatura em ciências do mar.
O programa de bolsas de estudo será um instrumento relevante para trazer estudantes para o Faial, aumentar progressivamente a vida académica na ilha e dinamizar toda a atividade económica e social que lhe está associada.
Com esta mesma visão, entendemos que a autarquia deverá assumir um papel central no combate ao esvaziamento do Departamento de Oceanografia e Pescas e na consolidação da presença da Universidade dos Açores no Faial.
Se governarmos o município, a câmara apontará o caminho e estabelecerá as parcerias necessárias à criação de vida académica no Faial, com visão, estratégia e uma atitude diferente. 

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO