Europeias: Cabeças de lista desejam “rápidas melhoras” a Santana Lopes e Paulo Sande

0
7

Alguns dos cabeças de listas às eleições europeias utilizaram a rede social Twitter para desejar umas “rápidas melhoras” ao presidente da Aliança e ao candidato deste partido, na sequência do acidente rodoviário que tiveram esta tarde. André Ventura, cabeça de lista da Coligação Basta, utilizou o seu perfil pessoal para considerar que a “política também envolve amizade, humanidade e respeito pelos adversários”.
“Um forte abraço ao Pedro Santana Lopes e ao Paulo Sande neste dia difícil, com votos de rápidas melhoras!”, acrescentou.
O cabeça de lista do Livre, Rui Tavares, escreveu na página oficial do Twitter: “Mando daqui um abraço ao Paulo Sande, a quem pessoalmente estimo, a Santana Lopes e à campanha da Aliança”.
“Há coisas mais importantes do que a competição eleitoral, e uma delas é que quem se empenha no contacto com os cidadãos o possa fazer são e salvo. É o que desejo a todos”, apontou.
Também o partido Aliança colocou uma fotografia dos dois a cumprimentarem-se frente a frente, com a inscrição “Mais fortes que o aço!”.
Também o primeiro candidato da CDU, João Ferreira, desejou hoje uma “recuperação pronta” ao seu concorrente da Aliança e ao líder daquele partido. O eurodeputado e recandidato por comunistas e ecologistas fazia uma “arruada” no centro histórico de Évora esta tarde, quando foi questionado sobre o assunto.
Entre os líderes dos principais partidos, a centrista Assunção Cristas desejou “um rápido restabelecimento” a Pedro Santana Lopes e Paulo Sande.
A situação clínica do presidente da Aliança, Pedro Santana Lopes, é “estável e favorável”, informou hoje o partido em comunicado. Paulo Sande já teve alta e disse que “aparentemente está tudo bem”, depois de ter feito exames.
O líder do partido e o cabeça de lista às europeias sofreram hoje um acidente de viação, na autoestrada 1 (A1), quando seguiam de Coimbra para Cascais, “em ações de campanha”, dá conta a nota.
Santana foi helitransportado para o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), enquanto Paulo Sande seguiu de ambulância.
O acidente ocorreu pouco antes das 17:30, ao quilómetro 136 da A1 (no sentido norte-sul).
A autoestrada esteve cortada ao trânsito nos dois sentidos, entre as 18:30 e as 19:27, para o helicóptero aterrar e levantar.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO